Vaza imagem do suposto smartphone da Samsung equipado com Tizen OS

Por Redação | 29.01.2014 às 12:20
photo_camera Divulgação

Falta menos de um mês para a Mobile World Congress 2014, evento de tecnologia que acontece todos os anos em Barcelona, na Espanha. Além das principais novidades para o mundo mobile, é durante a feira que devem aparecer os primeiros detalhes sobre o aguardado sistema operacional criado pela Samsung, o Tizen. E eis que vazou uma suposta imagem do que deve ser o primeiro aparelho equipado com a plataforma.

De acordo com o PhoneArena, o site sul-coreano Move Player divulgou na manhã do último domingo (26) a foto de um smartphone com o sistema Tizen e afirmou que o gadget será mesmo revelado oficialmente na coletiva de imprensa da Samsung na MWC, entre os dias 24 e 27 de fevereiro.

Segundo a publicação asiática, o dispositivo deve ser comercializado com o código ZEQ9000 e receber o codinome "Zeke" – inclusive, a fabricante sul-coreana entrou com um pedido de registro da marca em agosto do ano passado.

O design lembra bastante o Galaxy S4, mas um pouco menor, enquanto suas especificações apontam para uma tela de 4,8 polegadas com resolução HD (1.280 x 720 pixels) e um processador Qualcomm Snapdragon 800 de 2,4 GHz. A quantidade de núcleos não foi divulgada. Na interface, o Zeke apresenta os aplicativos e ferramentas em vários quadrados de diferentes tamanhos, lembrando um pouco o visual do Windows Phone.

Recentemmente, a Samsung enviou convites para desenvolvedores de plataformas mobile que estejam interessados em comparecer a um evento pré-MWC 2014. É nessa suposta conferência que não apenas o Zeke, mas também outros aparelhos equipados com o Tizen devem ser apresentados ao público. Esta também pode ser a chance dos convidados de conversar com os diretores do projeto.

Samsung Tizen

Atraso?

Em todo o caso, o Tizen deve ser apresentado na MWC, mas não lançado para o consumidor final. Isso porque saiu na semana passada uma informação de que a Samsung pode atrasar a chegada do sistema a todos os usuários devido ao fim de um acordo entre a fabricante e a operadora japonesa NTT DoCoMo. As duas empresas planejavam lançar dispositivos com o Tizen em março deste ano, mas a operadora cancelou o contrato sob a afirmação de que não há espaço para um terceiro sistema operacional móvel no mercado japonês.

A própria Samsung admitiu que seria difícil competir com os sistemas já disponíveis. O Japão é fortemente dominado pelo iOS, da Apple, e o Android, do Google, e mesmo sendo tão populares, os softwares não conseguem aumentar as vendas de smartphones no país – no terceiro trimestre de 2013, a indústria de celulares inteligentes cresce apenas 2,2% em relação ao mesmo período em 2012.

O Tizen é a aposta da Samsung para criar um sistema móvel próprio se afastar do Android, plataforma dominante em quase todos os aparelhos lançados pela companhia (tirando algumas exceções com o Windows Phone, da Microsoft). Apoiam o projeto empresas como Intel, Fujitsu, Huawei e as operadoras Vodafone, Sprint e SK Telecom.

Uma das grandes promessas da Samsung é que os todos os dispositivos lançados com o Tizen OS terão atualizações rápidas, independente da fabricante. Além de smartphones, está nos planos da companhia lançar tablets e Smart TVs com o novo sistema operacional.