Vapores tóxicos são identificados nos prédios do Google em Mountain View, CA

Por Redação | 24.02.2013 às 17:20
photo_camera Info

A sede do Google na cidade de Mountain View, Califórnia, Estados Unidos, está enfrentando problemas com o vazamento de vapores tóxicos do solo e uma vistoria das autoridades sanitárias da região realizada recentemente identificou a presença de tricloroetileno nos prédios da companhia. As informações são da CBS Local.

Os prédios mais afetados no complexo da gigante da Web são o QD6 e o QD7, instalados exatamente onde funcionavam as fábricas de processadores de empresas como Intel, Fairchild Semiconductor, Raytheon entre outras. Quando essas companhias estavam instaladas na região, elas liberaram grandes quantidades de solventes tóxicos no solo que acabaram contaminando a água; Quando o Google iniciou a construção de seus prédios, foram instalados filtros de ar e testes rigorosos de qualidade do ar foram feitos.

Os órgãos sanitários norte-americanos afirmam que a quantidade normal e aceitável de elementos tóxicos no solo é de cinco microgramas por metro cúbico, no entanto, no solo onde estão os escritórios do Google foram encontrados oito microgramas por metro cúbico de gases tóxicos. Os funcionários da empresa ficaram expostos a esses vapores por meses, mas especialistas afirmam que pode levar até décadas para a exposição ao gás gerar algum dano à saúde.

"A saúde e a segurança de nossos funcionários é a prioridade número um do Google, e nós tomamos várias medidas pró-ativas para garantir qualidade do ar em nossos ambientes internos", afirmou a empresa em nota oficial divulgada à imprensa.