Uber recebe injeção de mais US$ 2 bilhões em investimento

Por Redação | 23 de Janeiro de 2015 às 08h28

Os problemas éticos, judiciais e as críticas recentes realmente não interferiram no valor de mercado do Uber. Depois de anunciar o recebimento de uma soma de US$ 1,2 bilhão em dezembro do ano passado, a empresa de transportes privados revela agora que está recebendo mais um aporte de dinheiro, na casa dos US$ 1,6 bilhões, além de outros US$ 600 milhões em fundos relacionados ao investimento original.

Toda essa fortuna será direcionada, principalmente, para a expansão dos serviços do serviço. O foco do momento é mercado asiático, onde a empresa está prestes a fincar os pés e sofrer grande concorrência por parte de serviços já estabelecidos em países como a China, por exemplo. Tudo isso, claro, sem falar na resistência de sempre, imposta pelas cooperativas de táxis e sindicatos de transporte público, que sempre se incomodam com a chegada da plataforma nas cidades em que operam.

A diferença é que, ao contrário da esmagadora maioria dos outros mercados, em que entrou com a cara e a coragem, o Uber conta com um companheiro considerável em sua chegada à Ásia. Estamos falando do Baidu, que, em dezembro, anunciou a compra de uma parcela minoritária do serviço de transporte para não apenas levá-lo à China, mas também integrá-lo às suas soluções de mapas, turismo e buscas.

De acordo com as informações publicadas pelo Bloomberg, o investimento da vez vem por meio do banco Goldman Sachs, que trabalha em nome de diversos clientes privados em uma negociação de dívidas conversíveis. Isso significa que, em algum momento no futuro, os investidores poderão transformar o valor entregue agora em ações do Uber. Ou seja, trata-se de um negócio de longo prazo, que aposta na continuidade dos serviços e no sucesso da empreitada.

Além disso, os outros US$ 600 milhões vêm como parte de um fundo de investimento que completa a rodada de fundos recebidos no fim do ano passado. No total, o valor entregue à empresa para sua expansão é de mais de US$ 3 bilhões, isso sem contar o total dado pelo Baidu na compra da porcentagem minoritária, que também deve ser voltado para tal fim.

Oficialmente, porém, o Uber não comentou sobre a nova rodada de investimentos que recebeu. A empresa tem um valor avaliado em mais de US$ 45 bilhões. No Brasil, o serviço opera nas cidades de São Paulo e Rio de Janeiro.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.