Twitter confirma aquisição da startup de streaming de músicas

Por Redação | 12.04.2013 às 13:50 - atualizado em 12.04.2013 às 15:12

Update (12/04 14h25): Os rumores estavam certos: o Twitter vai lançar o seu próprio serviço de música, e o site do 'Twitter Music' foi ao ar exatamente no primeiro dia do festival Coachella.

No início da tarde desta sexta-feira (12), uma nova página foi disponibilizada pela rede de microblogging, mas quem clica em 'Sign In' acaba redirecionado para uma página de login onde deve autorizar um aplicativo chamado 'Trending Music Web'. Em breve a novidade completa deve estar disponível para os usuários.

Twitter Music

- - - - - - - -

Na última quinta-feira (11), o Twitter confirmou a aquisição da 'We Are Hunted', uma startup que acompanha as músicas mais populares na Internet, inclusive nas redes sociais. O anúncio foi feito por meio de um post de boas vindas na rede de microblogging.

A startup já estava trabalhando em um aplicativo de música para o Twitter, que, de acordo com vários rumores, poderia ser lançado neste fim de semana, exatamente para coincidir com o festival de música Coachella.

"Nós estamos fechando o wearehunted.com, mas vamos continuar criando serviços que irão encantar você, como parte da equipe do Twitter", escreveu a equioe do We Are Hunted em seu site.

Em março, uma notícia de que o Twitter iria lançar um aplicativo próprio de música circulou pela web. Na época, os comentários diziam que a ideia do app era ajudar as pessoas a encontrar novas músicas.

O We Are Hunted foi lançado em 2009 e é um serviço de descoberta musical que vasculha a web para encontrar tendências de músicas e artistas. Suas listas de reprodução dinâmicas refletem o que as pessoas estão comentando na internet.

Parece que a marca We Are Hunted será aposentada e o Twitter vai lançar um aplicativo independente usando a tecnologia adquirida. Um post no WeAreHunted.com explica que o site está sendo desligado e que todas as contas de usuário serão apagadas. Tudo o que resta do site é um anúncio da venda para o Twitter e um campo onde os usuários podem digitar seu endereço de email ou nome de usuário para recuperar as músicas que favoritaram no serviço.