Todas as mensagens que você envia ou recebe no Gmail agora são criptografadas

Por Redação | 20.03.2014 às 16:28 - atualizado em 21.03.2014 às 03:05
photo_camera Divulgação

Preocupado com a segurança das suas mensagens no Gmail, principalmente por conta da espionagem norte-americana? Então aí vai uma boa notícia: o Google acaba de anunciar que, a partir desta quinta-feira (20), seu serviço de e-mail será 100% criptografado. Isso significa que tudo o que você enviar ou receber no serviço sempre usará uma conexão HTTPS criptografada.

Além de mais segurança, essa novidade garante que ninguém possa ler as mensagens que você recebe ou envia em qualquer lugar, independente do dispositivo ou conexão utiilizados. Portanto, não importa se você está usando a internet do computador sua casa, do celular, tablet ou até mesmo Wi-Fi público, já que a criptografia dos dados é a mesma para todas as plataformas.

"Nosso compromisso com a segurança e a confiabilidade do seu e-mail é absoluta e trabalhamos constantemene em maneiras de melhorar [essa experiência]", disse Nicolas Lidzborski, engenheiro-chefe da divisão de segurança do Gmail, em uma publicação no blog oficial da empresa. "[Sabemos que] seu e-mail é importante para você e ter certeza que ele permaneça sempre seguro e disponível é importante para nós", completou.

Por diversas vezes o Google se manifestou sobre a importância da criptografia de dados. Em novembro do ano passado, o presidente executivo da companhia, Eric Schmidt, afirmou durante uma palestra na Universidade Johns Hopkins, em Baltimore, nos Estados Unidos, que o uso da criptografia nas atividades online será fundamental para ajudar as pessoas a superar a espionagem comandada por grandes potências mundiais, além de evitar que as organizações censurem os usuários na rede.

"Criptografar tudo é a solução contra a vigilância do governo", disse o presidente da gigante de Mountain View. Ele também descreveu a vinda de um movimento chamado "idade de rede", em que os próprios usuários de internet vão criar, em conjunto, canais privados protegidos por criptografia para escapar da espionagem.

Além do Google, outras empresas de tecnologia anunciaram o desenvolvimento de novas ferramentas para proteger suas redes e seus usuários, incluindo Facebook e Yahoo!. No caso do Google, Schmidt revelou que a companhia está trabalhando em um recurso que vai permitir aos internautas se comunicarem de forma segura e defender seus computadores contra ataques de hackers - mesmo sem dar detalhes do que é ou como vai funcionar essa ferramenta. "É sempre um jogo de gato e rato [governo vs cidadãos], mas acredito que a censura vai acabar perdendo", declarou.