Tim Cook é o primeiro na lista "50 Grandes Líderes" da revista Fortune

Por Redação | 26 de Março de 2015 às 18h20

Tim Cook acaba de conquistar o primeiro lugar da lista de "50 Grandes Líderes" da revista Fortune. Cook já foi eleito como "CEO do Ano" pela CNN Money, "Personalidade do Ano" pela Financial Times e ficou entre os finalistas do "Pessoa do Ano" pela TIME. Ele ficou na frente de figuras como Bill e Melinda Gates, Mark Zuckerberg, Jeff Bezos, entre outros.

Na reportagem da Fortune, que traça o perfil do CEO da Apple, a revista conta os desafios enfrentados para substituir Steve Jobs no comando da empresa, os seus aprendizados no novo cargo e os avanços da companhia, como o desempenho das ações, a alta quantia em caixa, recordes de vendas de iPhones, entre outras informações.

Cook também fala sobre o erro da contratação de John Browett, que o fez pensar sobre a importância de trabalhar com pessoas que entendam a cultura da empresa, mas que ele sabe que é um processo longo. No lugar de Browett, entrou Angela Ahrendts, ex-CEO da Burberry, que elogiou o trabalho de Cook na Apple. "Eu simplesmente amei a sua integridade, seus valores. Nada que qualquer um possa escrever, falar ou fazer o fará deixar de fazer a coisa certa. Não apenas para a Apple, mas para os empregados, para comunidades, para países. O mundo precisa de mais líderes como Tim", comenta.

O CEO da Apple também elogiou Ahrendts, dizendo que ela se ajustou perfeitamente à cultura da empresa. "Em uma semana eu senti como se ela já estivesse aqui há um ano. E agora parece que ela está aqui há vários. Quando você começa a terminar a frase do outro, isso é um indício muito bom", elogia Cook.

A matéria também conta sobre a abertura que Cook deu para a Apple e seus vice-presidentes pois, ao longo prazo, uma maior exposição na mídia é benéfica para a companhia. Outro fato marcante da vida de Tim Cook foi quando ele assumiu abertamente a sua orientação sexual. Ele diz que não foi uma decisão fácil, mas que sabia que ajudaria muitas outras pessoas.

O CEO da companhia da Maçã consegue demonstrar que as suas pretensões são bem maiores do que a riqueza. Atualmente, ele banca os estudos de seu sobrinho de 10 anos e pretende doar toda a sua fortuna ao longo de sua vida. Cook diz que, na verdade, ele já começou a fazer essas ajudas, mas de maneira discreta.

Você pode ler a matéria completa no site da Fortune.

Canaltech no Facebook

Mais de 370K likes. Curta nossa página você!