Tesla Motors já contratou pelo menos 150 ex-funcionários da Apple

Por Redação | 09 de Fevereiro de 2015 às 12h17
photo_camera Divulgação

A aproximação entre Tesla Motors e Apple já gerou trabalhos conjuntos no campo das tecnologias inteligentes para veículos e até mesmo boatos de compra relacionados a uma suposta entrada da Maçã no setor automobilístico. Enquanto o segundo boato, pelo menos por enquanto, não se provou verdadeiro, a união entre as duas companhias parece estar mais forte do que nunca, já que a montadora é a empresa que mais contratou ex-funcionários de Cupertino.

De acordo com uma reportagem do Bloomberg, desde 2012 a Tesla já contratou mais de 150 ex-funcionários da Apple dos mais diversos campos, que vão desde especialistas em tecnologia até engenheiros, advogados e executivos. A mais recente adição de alto nível ao elenco da montadora foi Doug Field, líder de produção e design de hardware de equipamentos como o MacBook Air e o iMac. Agora, ele assume um cargo semelhante para construir o que afirma ser os carros do futuro.

Para analistas, é justamente a semelhança entre as filosofias, o estilo e o trabalho das companhias que tornou essa aproximação mais fácil para os funcionários. Muitos atuais funcionários da Apple enxergam a Tesla com bons olhos, ou vice-versa, o que acaba facilitando a transição entre pessoas de uma empresa para a outra. O fato de que softwares e sistemas online estão cada vez mais invadindo os carros – com a Tesla nessa vanguarda – facilita ainda mais essa dança das cadeiras.

Além disso, há muito peso na figura do CEO Elon Musk, cuja grande influência declarada é Steve Jobs. O cuidado de Musk com os detalhes e comportamento intempestivo lembram o fundador da Maçã e, para funcionários que não quiseram revelar seus nomes, a comparação é motivo de orgulho para o diretor da montadora. Mais do que isso, ele faz questão de ser assim e só contrata gente que tem as mesmas características.

O primeiro grande passo rumo a uma Tesla com cara de Apple se deu em 2012, quando a montadora lançou o sedan Model S com uma tela touchscreen de 17 polegadas que controla todas as suas funções. Desde então, o sistema tem recebido atualizações e novidades constantemente, assim como uma plataforma mobile, e a integração é completa com dispositivos como o iPad e o iPhone.

Quando viu que a ideia deu certo, claro, Musk queria mais. E, assim, começou a olhar com cuidado para dentro de sua maior inspiração para ver o que mais poderia absorver dela - o que acabou incluindo os funcionários. Versões posteriores do sistema do Model S, assim como novos carros e plataformas de conectividade, já contaram com ex-empregados da Apple em seus times de desenvolvimento e a tendência é que cada vez mais os corredores da Tesla Motors estejam cheios deles.

Essa onda parece ser tão grande que muitos engenheiros e especialistas do Vale do Silício já brincam que a melhor maneira de ser contratado pela Tesla não é entrar em contato direto com ela, mas sim trabalhar para a Apple. E, agora, começa a dar também o efeito contrário, com a Apple também buscando gente dentro da Tesla para contratar.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.