Tendência de desvalorização assombra Bitcoins

Por Redação | 03 de Abril de 2014 às 18h15

Na semana passada, o valor da Bitcoin caiu 9% no dia em que o Banco Central da China estabeleceu que bancos e empresas de pagamentos encerrassem contas que pertenciam a mais de dez corretoras da moeda virtual. As informações são do BGR.

Bitcoin

Desde esse acontecimento, o valor das Bitcoins caiu outros 10%, agora variando em torno de US$ 480. É uma grande queda desde quando elas chegaram a valer US$ 1.100 cada, em novembro do ano passado.

Paralelamente a estes eventos, o interesse em Bitcoins também vem caindo, independente das turbulências recentes. Esperava-se que com a enorme queda no valor da moeda, as pessoas ficassem curiosas e começassem a pesquisar sobre o assunto.

PECHINCHAS, CUPONS, COISAS GRÁTIS? Participe do nosso GRUPO DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Mas segundo dados do Google Trends, as buscas pelo termo "Bitcoin" vêm caindo e estão abaixo do que eram no fim de fevereiro, quando a moeda valia cerca de US$ 600. Além disso, a reputação da moeda está ruim e a poeira não está baixando.

Acontecimentos recentes como o caso do Banco Central chinês e também os eventos ocorridos no final de fevereiro só serviram para sujar mais a imagem da moeda, que para piorar, não vem chamando a atenção do grande público.

A Islândia é o país que aparece no topo da lista de lugares onde o número de buscas pela moeda virtual ainda está alto. Lá, minerar Bitcoins é uma verdadeira indústria graças ao ambiente frio e às fontes de energia geotérmicas. Desta forma, é possível manter máquinas resfriadas e minerando a moeda virtual com custos mais baixos do que em outras partes do mundo.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.