Tendência de desvalorização assombra Bitcoins

Por Redação | 03.04.2014 às 18:15

Na semana passada, o valor da Bitcoin caiu 9% no dia em que o Banco Central da China estabeleceu que bancos e empresas de pagamentos encerrassem contas que pertenciam a mais de dez corretoras da moeda virtual. As informações são do BGR.

Bitcoin

Desde esse acontecimento, o valor das Bitcoins caiu outros 10%, agora variando em torno de US$ 480. É uma grande queda desde quando elas chegaram a valer US$ 1.100 cada, em novembro do ano passado.

Paralelamente a estes eventos, o interesse em Bitcoins também vem caindo, independente das turbulências recentes. Esperava-se que com a enorme queda no valor da moeda, as pessoas ficassem curiosas e começassem a pesquisar sobre o assunto.

Mas segundo dados do Google Trends, as buscas pelo termo "Bitcoin" vêm caindo e estão abaixo do que eram no fim de fevereiro, quando a moeda valia cerca de US$ 600. Além disso, a reputação da moeda está ruim e a poeira não está baixando.

Acontecimentos recentes como o caso do Banco Central chinês e também os eventos ocorridos no final de fevereiro só serviram para sujar mais a imagem da moeda, que para piorar, não vem chamando a atenção do grande público.

A Islândia é o país que aparece no topo da lista de lugares onde o número de buscas pela moeda virtual ainda está alto. Lá, minerar Bitcoins é uma verdadeira indústria graças ao ambiente frio e às fontes de energia geotérmicas. Desta forma, é possível manter máquinas resfriadas e minerando a moeda virtual com custos mais baixos do que em outras partes do mundo.