Tecnologia pode ajudar a diagnosticar depressão

Por Redação | 15.08.2013 às 11:10

A tecnologia avança cada dia mais a favor da medicina, e dessa vez uma startup chamada Ridge Diagnostics diz ter conseguido descobrir uma maneira de diagnosticar a depressão por meio de um "simples" exame de sangue.

John Bilello, diretor científico da startup, explicou à revista Forbes que seu teste consiste em mensurar nove tipos diferentes de biomarcadores. Essas medições são então calculadas através de um conjunto de algoritmos criados por eles para produzir o que a empresa chama de "MDD Score" – um índice que aponta de 1 a 9 quanto uma pessoa está clinicamente deprimida, e qual o nível dessa depressão. O valor desse teste? US$ 745 (cerca de R$ 1.500).

Se o resultado do teste apontar nível 1, a chance do paciente estar deprimido é de 10% ou menos. Caso o resultado aponte 9, a chance sobe para 90% ou mais. Na faixa de 5-6, é difícil dar um veredito absoluto sobre a situação psicológica da pessoa, e nesse ponto o médico precisa usar outros dados ou talvez refazer o teste para identificar a situação.

O teste funciona graças aos biomarcadores, que se concentram em quatro vias bioquímicas diferentes que são associadas com a depressão. Bilello enfatiza que os primeiros experimentos foram realizados, e eles não se limitaram a testar apenas em pessoas severamente deprimidas, mas também naqueles que sofrem de casos mais leves de depressão.

A empresa começou a comercializar o teste este ano para uso em clínicas de psiquiatras dos Estados Unidos. Atualmente, uma equipe de vendas com 20 funcionários trabalha para informar as pessoas sobre essa ferramenta potencial.

Os criadores da startup citam duas vantagens práticas proporcionadas pelo teste. A primeira é que ele ajuda a convencer os pacientes que eles estão realmente deprimidos – o que os torna mais dispostos a aceitar o tratamento. A segunda é que ele ajuda os médicos a distinguirem com mais facilidade os pacientes que sofrem de depressão e aqueles que sofrem com transtorno de ansiedade.