Teclado de computador pode ser usado para diagnosticar Mal de Parkinson

Por Redação | 04 de Abril de 2015 às 16h15

Uma ferramenta que faz parte do dia a dia de grande parte das pessoas poderá ser usada para diagnosticar uma das doenças mais graves do mundo. Pesquisadores do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) descobriram no teclado de computador uma forma simples e barata de examinar pacientes com suspeita de Mal de Parkinson.

De acordo com as pesquisas realizadas no Instituto, pessoas afetadas pela doença, que atinge as funções motoras do corpo, mostram padrões diferentes de digitação em relação aos usuários não afetados. Um software desenvolvido pelo MIT mede o tempo que cada pessoa submetida ao estudo gasta pressionando as teclas antes de soltá-las. Os que demoravam mais tempo foram diagnosticados como tendo funções motoras debilitadas, uma característica típica do Mal de Parkinson.

A novidade é uma boa notícia não só pelo baixo custo e simplicidade, mas também porque não há atualmente testes de laboratório que possam encontrar a doença em seus estágios iniciais com certeza. Quando os sintomas mais claros se manifestam, em geral, significa que boa parte do cérebro já foi atingida. Como em qualquer doença, quanto mais cedo for descoberta, maiores são as chances de um tratamento para cura, ou ao menos para reduzir os sintomas e efeitos.

O uso dos teclados como forma de testes ainda precisa ser validado por outros pesquisadores e pacientes em diversos estágios da doença antes de ser declarado um método válido de diagnóstico do Mal de Parkinson. No vídeo abaixo, os cientistas explicam como funciona o novo teste:

Fonte: Ubergizmo

Instagram do Canaltech

Acompanhe nossos bastidores e fique por dentro das novidades que estão por vir no CT.