TIM corre o risco de ter vendas de novos planos suspensas

Por Joyce Macedo | 12 de Julho de 2012 às 15h55

O Ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, declarou ontem (11) que as vendas da TIM podem ser suspensas pelo Governo Federal devido ao alto número de reclamações contra a operadora.

Segundo o Estadão, essa declaração afetou diretamente as ações da empresa na Bovespa. Os investidores ficaram receosos quanto à possível sanção do Governo. Para se ter um ideia as ações da TIM despencaram 7% de ontem até o meio dia de hoje.

Ao que parece, as reclamações referentes à qualidade dos serviços da operadora não estão espalhadas por todo o país, mas sim concentradas em cinco ou seis estados. O "corte" nas vendas de novos planos iria afetar diretamente a receita da empresa, o que poderia dificultar o processo de correção das falhas nos serviços.

Um prazo seria estipulado para que a TIM resolvesse as reclamações de seus clientes antes que "medidas mais drásticas fossem tomadas".

Em um comunicado oficial a TIM afirma que desconhece a existência dessa medida extrema de corte nas vendas de planos e que o compromisso com a qualidade de seus serviços é tema constante em suas interações com a Anatel, inclusive declara que nos últimos quatro anos a empresa tem investido cerca de R$ 3 bilhões anualmente, sendo a maior parte desta verba em infraestrutura.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.