TI e Telecom dominam contratações de profissionais temporários em 2013

Por Redação | 30.09.2013 às 10:35

Os segmentos de TI e Telecom foram responsáveis por 23% das contratações de profissionais temporários no Brasil durante o primeiro semestre de 2013. Isso coloca as duas áreas no topo do ranking, seguidas pela área de Saúde (15%) e Bancos (11%).

Os números foram apontados por um levantamento feito pela Page Interim, empresa especializada em recrutamento e seleção de profissionais temporários e terceirizados. A diretora da companhia, Carolina Azevedo, acredita que a chegada de startups de TI e Telecom no Brasil aumentou a necessidade das empresas contratarem profissionais. "Os setores de TI e Telecom vivem um momento de expansão, de melhoria de processos e da qualidade de serviços", completa a executiva.

Em todo o país, o levantamento mostrou que a limitação de headcount – termo usado para fazer referência a empresas que tenham limitação para contratação de funcionários – foi o principal motivo que levou as empresas a contratarem – 39%. Na sequência, o estudo aponta que o aumento de demanda também teve destaque com 18%, seguido por implantação de software de gestão, com 11%.

Motivo contratações temporárias

Ainda de acordo com os dados divulgados pela Page Interim, o maior volume de contratações foi direcionado para profissionais da área Financeira - contabilidade, fiscal e controladoria - onde os salários variam de R$ 1.800,00 a R$ 8.000,00 nos níveis de analistas, júnior, pleno e sênior.

"A demanda de recrutamento e seleção de terceirizados e temporários é muito sazonal e a cada época do ano a necessidade do mercado muda. Em junho e julho, por exemplo, os profissionais de Finanças foram mais demandados devido a fase de composição do orçamento do ano seguinte e auditorias externas", explicou Carolina.

Confira os setores e os cargos mais demandados no seis primeiros meses de 2013, além de uma média salarial.

TI e Telecom dominam contratações de profissionais

TI e Telecom dominam contratações de profissionais
TI e Telecom dominam contratações de profissionais