Surgem mais indícios de que Galaxy S6 não usará o Snapdragon 810 da Qualcomm

Por Redação | 21 de Janeiro de 2015 às 14h02
photo_camera Phone Arena

Aparentemente, o que antes era apenas uma fofoca pode estar prestes a se concretizar: a Samsung não vai mesmo usar o chip processador Snapdragon 810 no Galaxy S6. Quem fez a afirmação dessa vez foi a Bloomberg, que, normalmente, só comenta algo desse tipo quando tem certeza do movimento.

Segundo o site, a sul-coreana tomou a decisão logo após os chips da taiwanesa Qualcomm superaquecerem em testes realizados no fim do ano passado. A fabricante dos chips, por sua vez, teria pedido para a Samsung não comentar o caso publicamente e se dispôs a solucionar o problema antes do lançamento do próximo topo de linha da empresa. A informação, no entanto, acabou vazando no fim da semana passada como um rumor e fez com que as ações da Qualcomm caíssem 3,5% – a maior baixa dos últimos dois meses.

Poderoso e badalado chip processador da Qualcomm estaria apresentando problemas de superaquecimento em conjunto com o Galaxy S6 da Samsung e por isso a empresa teria desistido de usá-lo no smartphone

Poderoso e badalado chip processador da Qualcomm estaria apresentando problemas de superaquecimento em conjunto com o Galaxy S6 da Samsung e por isso a empresa teria desistido de usá-lo no smartphone (Imagem: Divulgação)

O problema é que a Samsung não sabe se a taiwanesa conseguirá cumprir com o prometido e, por isso, decidiu que o Galaxy S6 chegará às prateleiras usando a prata da casa, o Exynos 7420.

"A Samsung pode lançar o próximo Galaxy S no começo de março e não pode arriscar equipá-lo com um chip que apresenta problemas", comentou Song Myung Sup, um analista da sul-coreana HI Investment & Securities.

A decisão, claro, é um baque para a Qualcomm. Maior fabricante de chips processadores para dispositivos móveis do mundo, a empresa tem na sul-coreana sua maior cliente e parceira – agora, no entanto, tudo parece estar por minguar.

A Samsung, por sua vez, está vendo esse problema como uma oportunidade para expandir seus negócios e se tornar auto-suficiente nesta área. Para dar vazão à demanda que está prestes a vir, ela está investindo cerca de US$ 15 bilhões em uma nova fábrica de chips nos arredores da capital sul-coreana Seoul.

Siga o Canaltech no Twitter!

Não perca nenhuma novidade do mundo da tecnologia.