Surface Pro da Microsoft vira apoio para iPad na CNN

Por Redação | 05 de Novembro de 2014 às 14h45
photo_camera Reprodução

Uma campanha de posicionamento de produto realizada pela Microsoft com a CNN não teve o resultado esperado. Um acordo entre o canal americano de notícias e a empresa de tecnologia previa a entrega de tablets Surface Pro 3 para todos os jornalistas e apresentadores dos telejornais para que eles pudessem ser utilizados durante a cobertura de matérias e apresentação de programas. Só que os equipamentos foram transformados em apoios de luxo para o iPad, da Apple.

Durante a cobertura das eleições nos Estados Unidos, diversas imagens começaram a pipocar nas redes sociais mostrando o Surface Pro na mesa dos apresentadores da CNN. Dependendo do ângulo de câmera, era possível ver o tablet da Apple logo atrás deles sendo usado pelos apresentadores para acessar informações e obter dados que auxiliassem na cobertura. Um verdadeiro tiro pela culatra no que deveria ser uma divulgação para os aparelhos da Microsoft, principalmente junto a executivos e setores mais tradicionais do mercado. As imagens foram publicadas pelo Phone Arena.

CNN Surface Pro

A ideia do product placement era justamente essa: mostrar que o aparelho é um belo "notebook killer", ainda mais em uma situação de trabalho. Esse posicionamento parece estar dando certo, já que a Microsoft afirma que o Surface Pro 3 está vendendo bem mais do que seus antecessores. Ainda assim, ele parece não superar o iPad na preferência do público.

A CNN não se pronunciou oficialmente sobre as imagens que apareceram online, nem se sabia que seus apresentadores e jornalistas utilizariam o iPad durante a cobertura. De maneira geral, trata-se de um duro golpe para a Microsoft e, ao que tudo indica, também representa uma quebra de contrato entre as empresas, já que dificilmente uma cláusula de exclusividade não fazia parte do acordo.

CNN Surface Pro

Uma das grandes críticas feitas pelos especialistas ao Surface Pro 3 é o fato do teclado do dispositivo ser vendido separadamente. Por mais que a Microsoft apresente o aparelho como uma boa mistura entre tablet e notebook, a ausência de teclas físicas pode acabar afastando muita gente. É por isso que, nesse sentido, a atitude dos apresentadores da CNN seja parecida com a do público em geral, que parece preferir a já conhecida solução da Apple para uso cotidiano.

Siga o Canaltech no Twitter!

Não perca nenhuma novidade do mundo da tecnologia.