Supercomputador Watson, da IBM, se torna 'consultor' de consumidores e serviços

Por Redação | 24.05.2013 às 07:10

O supercomputador da IBM, conhecido como Watson, acaba de ganhar um novo recurso que promete ajudar os principais clientes da companhia em consultorias de serviços e negócios, e tudo isso através de aplicativos para smartphones, mensagens de texto e até chats na internet. A IBM já havia anunciado seus planos de transformar o Watson em um assistente de voz de bolso para responder as mais variadas dúvidas dos seres humanos.

A nova função do supercomputador, intitulada 'Pergunte ao Watson', irá atender em um primeiro momento clientes como ANZ Bank, Nielsen, Celcom, IHS e Royal Bank of Canada. O Watson levou quatro anos para ser desenvolvido e tinha a função inicial de responder as perguntas semânticas do famoso programa norte-americano Jeopardy!. O computador também desafiou dois vencedores do programa para algumas rodadas de perguntas e respostas, desafio este que foi transmitido ao vivo na TV em 2011.

"O Watson responde coisas que um agente não poderia porque ele sempre está procurando ligações semânticas, e não apenas fazendo correspondência de texto com base em palavras-chave", afirmou em entrevista à Forbes Manoj Saxena, gerente geral do IBM Watson Solutions. Além de ser mais preciso, o Watson também será mais rápido do que assistentes de carne e osso, prometendo não deixar nenhum cliente esperando por horas a fio por uma resposta para seu caso.

Watson smartphone

Watson no smartphone (Reprodução: Forbes)

As empresas norte-americanas gastam por ano cerca de US$ 112 bilhões (R$ 229 bilhões) com call centers e 50% de todas as ligações recebidas nos centros de atendimento ao consumidor acabam ficando sem uma solução concreta. A IBM acredita que o Watson será capaz de responder ao menos dois terços dessas chamadas e a nova função do supercomputador começou a ser testada nos próprios centros de sua fabricante, com ele se mostrando 40% mais rápido na busca por soluções do que um ser humano.