Supercomputador Watson agora pode ser usado por todos para analisar dados

Por Redação | 11 de Dezembro de 2014 às 17h15
photo_camera Divulgação

A IBM disponibilizou nesta terça-feira (9) a versão beta do Watson Analytics, um serviço de computação cognitiva que permite a visualização de importantes insights para as empresas. O programa, que é gratuito, mas possui cobranças de ferramentas adicionais, também fornece acesso instantâneo a recursos que analisam dados de negócios.

De acordo com a companhia, a intenção do Watson Analytics é proporcionar facilidades às corporações através da automatização de tarefas e análise preditiva para uma melhor tomada de decisão. Ou seja, a novidade permite o processamento de "big data" por qualquer pessoa, sem a necessidade de conhecer a fundo estatísticas e números. A solução é oferecida como serviço de computação em nuvem e está disponível para computadores e dispositivos móveis equipados com os sistemas iOS e Android.

Desde que abriu as inscrições para o público, em setembro deste ano, o Watson Analytics recebeu mais de 22 mil pedidos de interessados em conhecer as ferramentas do serviço, informa o site ZDNet.

O programa é baseado no famoso supercomputador da IBM, o Watson. Diferente de outras máquinas com o mesmo poder de fogo, o PC é capaz de entender, raciocinar e responder a vários tipos de perguntas sem os erros que nós, humanos, estamos acostumados a cometer. Em 2011, o PC venceu os participantes de carne e osso do programa de TV "Jeopardy", um quiz show norte-americano. Por conseguir raciocinar de maneira semelhante à forma como as pessoas pensam, o computador pode analisar e interpretar grandes quantidades de dados rapidamente.

O Watson Analytics faz parte do investimento de US$ 1 bilhão anunciado pela IBM no início deste ano. Além disso, integra a estratégia da companhia em ajudar empresas e usuários na análise de big data. Em fevereiro, a entidade revelou que a máquina já é capaz de psicanalisar mensagens postadas no Twitter e, a partir daí, compreender a personalidade do internauta ou prever grandes eventos que possam acontecer na vida dele.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.