Steven Sinofsky, 'pai do Windows 8', anuncia sua saída da Microsoft

Por Redação | 13.11.2012 às 11:40 - atualizado em 13.11.2012 às 14:07

Steven Sinofsky, chefe do departamento do Windows, anunciou nesta segunda-feira (12) sua saída da Microsoft, depois de mais de 23 anos de serviços prestados à gigante do software. O real motivo para sua saída ainda não está claro e, segundo um e-mail enviado a todos os funcionários da empresa pelo atual CEO, Steve Ballmer, a decisão foi tomada exclusivamente por Sinofsky.

O executivo foi um dos principais responsáveis pela conquista da liderança no mercado de OS da Microsoft, com a recente introdução do Windows 7 e 8, após o fracasso de vendas do Vista. Além disso, ele foi uma das peças-chave para o lançamento do primeiro tablet da companhia, o Surface.

Muitos afirmam que Sinofsky não é o tipo de pessoa mais maleável no trabalho e que, muitas vezes, força suas ideias sobre os funcionários e costuma ser rude com seus subordinados.

Steven Sinofsky

Reprodução: Digital Trends

"É impossível contar todas as bençãos que recebi durante todos esses anos na Microsoft. Eu estou muito honrado pelo profissionalismo e generosidade de todos com quem tive a honra de trabalhar nesta empresa incrível", afirmou o executivo em nota oficial publicada no site da Microsoft.

Ainda no mesmo texto, Steve Ballmer afirmou estar muito agradecido por toda a contribuição prestada por Sinofsky. "Os produtos e serviços que temos entregado no mercado nos últimos meses marcam o lançamento de uma nova era na Microsoft... Para continuar esse sucesso, é imperativo que nós continuemos a dirigir o alinhamento entre todas as equipes da Microsoft, e ter os ciclos mais integrados e rápidos de desenvolvimento de nossos produtos", acrescentou Ballmer.

Julie Larson-Green irá assumir o posto de Steven Sinofsky, que, desde 1993, possui uma trajetória importante da companhia tendo atuado no desenvolvimento do Internet Explorer e do Microsoft Office.

A saída de Sinofksy apenas duas semanas após o lançamento oficial do Windows 8 e do Surface deixou muitos analistas espantados. A Apple também acaba de viver a mesma situação, quando demitiu na última semana Scott Forstall, responsável pelos Mapas do iOS 6.

No entanto, segundo o site The Verge, a saída do executivo não se deve ao desempenho ou a possíveis problemas com o Windows 8. Steven Sinofsky estava programando sua saída há algum tempo, mas ele teria sido segurado pela empresa até o lançamento da nova geração do sistema operacional da Microsoft.

A repercussão do caso

Os investidores da Microsoft parecem ter ficado com o pé atrás após a saída de Steven Sinofsky. Logo pela manhã, as ações da empresa caíram 3%, valendo US$ 27,10. Não é uma mudança brusca, mas não deixa de ser notável.