Square Enix enfrenta crise financeira e tem seu atual CEO afastado do cargo

Por Redação | 26.03.2013 às 16:00

A Square Enix, famosa pela publicação da série 'Final Fantasy' e de jogos de RPG, anunciou durante uma reunião com acionistas e investidores um balanço prévio de suas operações ao longo do ano de 2012. Os resultados ficaram muito aquém do esperado, fazendo com que o atual da CEO da companhia, Yoichi Wada, também anunciasse sua saída do posto de comando. As informações são do site VentureBeat.

A saída de Wada do cargo já iniciou um projeto de reestruturação da produtora e publicadora de jogos eletrônicos, com Yosuke Matsuda assumindo o cargo de presidente. A notícia da crise econômica da empresa deixou muitos fãs apreensivos sobre o futuro da franquia 'Final Fantasy' e também fez com que a companhia vendesse seus jogos free to play à Sleepy Giant por US$ 100 milhões (R$ 200 milhões) – a Sleepy Giant acaba de publicar o mais novo título da franquia 'Tomb Raider'.

O anúncio oficial dos rendimentos da Square Enix no último ano fiscal, que se encerra no dia 31 de março, deverá acontecer em abril e a companhia já prepara planos emergenciais, como a redução dos gastos com desenvolvimento de jogos, e até uma mudança em sua estrutura de negócios. Analistas estimam que a companhia irá acumular perdas na casa dos US$ 105 milhões (R$ 210 milhões), mais outra queda de US$ 42 milhões (R$ 84 milhões) e uma desvalorização do seu negócio também na faixa dos US$ 42 milhões.

Na última semana, a Square Enix enviou à ministra da Cultura do Brasil, Marta Suplicy, um kit com alguns presentes, visando mostrar o caráter cultural por trás dos jogos eletrônicos. A ação aconteceu depois que a ministra afirmou que os games não deverão integrar o Vale-Cultura.