Sony não pretende utilizar o Android Wear em seus smartwatches

Por Redação | 25 de Março de 2014 às 14h13

Agora que os smartphones já deixaram de ser uma novidade e cada vez mais pessoas vêm adquirindo o gadget, os smartwatches prometem ser a nova febre entre os amantes de tecnologia. Empresas como a Motorola e a LG já anunciaram seus dispositivos, que vão utilizar o Android Wear, uma versão modificada do Android criada pelo Google especificamente para este tipo de dispositivo. Já a Sony possui planos de seguir seu próprio caminho neste mercado.

Em uma entrevista concedida ao site CNET, o chefe da Sony Mobile nos Estados Unidos, Ravi Nookala, disse que companhia pretende continuar utilizando uma versão modificada do Android em seus smartwatches. "Nós já investimos tempo e recursos nessa nova plataforma e pretendemos continuar nessa direção", explicou Nookala.

Com essa decisão, a Sony será a única das grandes empresas a ter um smartwatch sem utilizar o Android Wear, já que, até o momento, as demais abraçaram o sistema operacional do Google. Isso mostra que a Sony está apostando alto no novo produto, criando, inclusive, toda uma biblioteca própria de aplicativos exclusivos.

Na entrevista, Nookala disse também que a SmartBand e o aplicativo LifeLog foram criados para se integrar perfeitamente com o SmartWatch e o SmartWatch 2. Além disso, o LifeLog estará presente nos futuros gadgets vestíveis da empresa. Nookala afirmou ainda que, apesar de não utilizar o Android Wear, os planos da Sony são de continuar trabalhando em conjunto com o Google em futuros produtos.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.