Sony deve ampliar foco em celulares de topo de linha

Por Redação | 24 de Setembro de 2014 às 09h44

As mudanças na Sony vão muito além de concentrar seus esforços na divisão de jogos e entretenimento como forma de conter os resultados negativos dos últimos trimestres. De acordo com o DigiTimes, a empresa também estaria ampliando seu foco para celulares topo de linha, com mais funções e valores mais altos.

É uma mudança que se reflete em praticamente todas as fabricantes do mercado, mas para a Sony, a coisa é um pouco mais crítica. Costumeiramente, os aparelhos de baixo e médio porte geram pouco ou quase nenhum lucro, mas vendem bem e são vistos como porta de entrada no portfólio das empresas, que esperam que os usuários migrem, em poucos anos, para ofertas mais completas e, claro, lucrativas de aparelhos.

Só que essa não é uma tendência que se refletiu na companhia japonesa. As informações ainda não confirmadas indicam que o resultado financeiro quatro vezes menor do que esperado tem a divisão mobile como principal agente. Nela, os celulares mais baratos e simples não estão vendendo tanto e estão gerando prejuízos e pouco fluxo de novos clientes para a empresa.

A competição com empresas chinesas, que vêm se tornando cada vez mais bem sucedidas no mercado de telefones de baixo custo, também teve seus efeitos danosos sobre a Sony e dentro de seu próprio território. Levando tudo isso em conta, a diretoria da empresa concluiu não ser capaz de competir com tanta gente em sua própria casa e, sendo assim, preferiu dar ênfase aos segmentos que realmente geram lucros e serão capazes de gerar recuperação para a companhia.

Sendo assim, a palavra de ordem agora é focar no que interessa e enxugar a estrutura, intensificando seus esforços em smartphones da linha Xperia, por exemplo, e reduzir os pedidos para as fábricas chinesas. A ideia é gastar menos com produção e focar na venda dos aparelhos para os usuários para competir com nomes como LG e HTC, principalmente.

Apesar de ser dada como certa, a informação não foi confirmada oficialmente pela Sony. Apesar disso, a empresa já falou publicamente sobre seus problemas e confirmou a intensificação dos esforços nos setores mais lucrativos, mas ainda não comentou especificamente sobre uma mudança no segmento de smartphones.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.