Sony anuncia cortes em área de TV e smartphones e prevê crescimento em games

Por Redação | 25 de Novembro de 2014 às 13h08

A Sony anunciou nesta terça-feira (25) que pretende reduzir os investimentos em suas linhas de TVs e celulares, dado o grande crescimento da receita conquistado nas unidades de videogames, com o PlayStation 4, e do negócio de sensores de imagens nos próximos três anos.

Com a perda de espaço no mercado de eletrônicos voltados ao consumidor para concorrentes como a Apple a Samsung, a Sony afirmou que o objetivo para os segmentos de TV e smartphones é voltar ao lucro, mesmo que para isso haja uma redução de 30% na participação de mercado. “Não estamos mirando tamanho ou participação de mercado, mas maiores lucros”, esclareceu Hiroki Totoki, recém-nomeado chefe da divisão de aparelhos móveis.

Entre os fatores que fizeram a Sony repensar sua estratégia para a área móvel está o fraco desempenho nas vendas do modelo Xperia, que refletiu diretamente nos resultados financeiros apresentados recentemente pela empresa. A Sony pretende divulgar mais informações sobre o futuro da unidade de smartphones até o fim de março, declarou.

Visando reduzir custos em algumas divisões da empresa, fontes próximas a Sony afirmaram a agência Reuters que a empresa também não pretende renovar o contrato de patrocínio de futebol com a Fifa no próximo ano.

Para o plano de negócios que a Sony vai empregar nos próximos três anos, a empresa espera um crescimento nas vendas da divisão de videogames em 25%, alcançando até 1,6 trilhão de ienes, ou US$ 13,6 bilhões. Para impulsionar o aumento nos lucros, a fabricante conta com serviços de distribuição de conteúdos de TV, vídeos e música personalizados que devem ser responsáveis por elevar a receita obtidas com usuários pagantes.

A divisão de dispositivos, que inclui o negócio de sensores de imagem, pode ter um aumento de até 70% nas vendas, acredita a Sony, passando para um lucro de 1,5 trilhão de ienes. As vendas já têm aumentado consideravelmente devido o uso em iPhones e um interesse crescente por parte de fabricantes chineses.

O anúncio das novas estratégias para impulsionar o lucro da empresa foi visto com bons olhos pelo mercado financeiro resultando em uma alta de 6% nas ações da Sony e um crescimento de 0,3% no índice Nikkei.

Fonte: http://br.reuters.com/article/internetNews/idBRKCN0J90RY20141125

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.