Smartphones impulsionam as vendas de semicondutores

Por Redação | 02 de Janeiro de 2013 às 21h00

O mercado de semicondutores está começando a se recuperar, e as vendas de processadores para smartphones estão ajudando a alavancar essa subida. Segundo as previsões de aplicações de semicondutores da IDC, as vendas de chips para smartphones 4G vão aumentar 140% em 2013, enquanto a receita global de semicondutores deve aumentar cerca de 5%.

Segundo informações da BusinessWire, a fraqueza na demanda de PCs, a deterioração do preço global de memórias, a racionalização dos estoques de semicondutores, a desaceleração da economia na China, a crise na zona do Euro e a recessão do Japão ajudaram a afetar a demanda global de semicondutores este ano.

Mesmo com esse cenário, três dos principais fornecedores de semicondutores para smartphones - Qualcomm, Broadcom e Nvidia - têm apresentado um crescimento significativo nos últimos anos, e a tendência é que isso continue.

Do outro lado estão as empresas que fabricam chips para computadores pessoais, lutando contra a queda do mercado. A Intel ainda é, de longe, a maior fabricante de chips do mundo, mas mesmo assim viu sua receita de semicondutores cair em 2011.

A Samsung, que é a segunda maior fabricante do segmento, está investindo US$ 3,9 bilhões para equipar sua fábrica de chips de memória no Texas. A ideia é aumentar a produção para dispositivos móveis, pois atualmente a gigante coreana já produz processadores para o iPhone 4S e 5.

O relatório da IDC separa tablets e smartphones em categorias diferentes, o primeiro se encaixa no segmento de consumo, enquanto os telefones inteligentes ficam no segmento de comunicação. No geral, o segmento de consumo deve apresentar um crescimetno na receita de semicondutores correspondente a 9,8% em 2013, impulsionado pelas vendas de tablets, e-readers e leitores de Blu-ray.

Siga o Canaltech no Twitter!

Não perca nenhuma novidade do mundo da tecnologia.