Segurança de sites também vai definir rankeamento no Google

Por Redação | 07 de Agosto de 2014 às 17h35
photo_camera asharkyu

As práticas de SEO nos textos e uma boa organização dos sites deixaram de ser os únicos fatores que contribuirão para o bom posicionamento nas buscas do Google. A partir de agora, a empresa informa que levará em conta também a segurança envolvida durante o acesso, principalmente no que toca o uso de logins e senhas para acesso.

Por meio de algoritmos automáticos, quesitos como a presença de criptografia na conexão entre servidor e usuário, bem como o uso de tecnologias de proteção como o HTTPS, contarão positivamente para um melhor rankeamento. O novo método ainda está em fase de testes e carrega pouco peso, mas no futuro, pode acabar tendo um fator de decisão maior. Por isso, desde já, a empresa orienta os donos de sites a começarem a pensar em soluções mais seguras para seus veículos.

Mesmo caso o sistema seja aplicado totalmente, porém, ele não será determinante para a posição ou exibição de um website nas buscas. De acordo com o Google, os sistemas de segurança não serão mais determinantes do que, por exemplo, um bom conteúdo e uma página bem organizada. Mas ele contará, por exemplo, na hora de decidir quem, entre equivalentes, aparecerá primeiro para o usuário.

Para as próximas semanas, o Google promete publicar novos documentos relacionados às melhores práticas de segurança na web, dando orientações para quem quer trabalhar seu site nesse sentido. Além disso, trata-se de uma forma de uniformizar a proteção na internet, claro que de acordo com o que é pressuposto pela empresa. Pode não ser exatamente a melhor opção, mas com certeza, é algo que mudará a maneira com a qual webmasters lidam com seus veículos.

Desde já, porém, a empresa dá algumas dicas para quem quiser começar a trabalhar. Entre as indicações estão o uso de certificados de segurança de 2048-bit, utilização relativa de URLs para conteúdos protegidos por senhas e evitar a utilização de metatags que impeçam a indexação ou a utilização do protocolo HTTPS.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.