Samsung: veja o sistema operacional Tizen rodando no smartphone Z

Por Redação | 05 de Junho de 2014 às 12h51
photo_camera Divulgação

Decidida a reduzir e até mesmo acabar por completo com sua dependência do Android, a Samsung começa a lançar os primeiros dispositivos equipados com um sistema operacional próprio, o Tizen. O relógio inteligente Galaxy Gear 2, apresentado no início deste ano, foi o primeiro gadget a receber a plataforma, seguido por uma atualização no Gear original que substitui o software do Google.

Nesta semana, a fabricante sul-coreana revelou o primeiro smartphone com o Tizen, chamado Samsung Z. O aparelho possui tela de 4,8 polegadas, 2 GB de memória RAM, processador quad-core de 2,3 GHz e câmera traseira de 8 megapixels. Isso sem contar um leitor biométrico, semelhante ao usado no Galaxy S5, e ao recurso de economia de energia Ultra Power Saving Mode. O celular deve chegar às lojas ainda este ano, inicialmente na Rússia, mas como será a interface de usuário do novo sistema operacional?

Pouco depois do anúncio do Samsung Z, repórters de alguns sites internacionais tiveram a oportunidade de testar o aparelho. O Handheld Blog publicou dois vídeos que mostram como é a utilização do smartphone com Tizen.

O Tizen é a aposta da Samsung para criar um sistema móvel próprio e se afastar do Android, plataforma dominante em quase todos os aparelhos lançados pela companhia. Apoiam o projeto empresas como Intel, Fujitsu, Huawei e as operadoras Vodafone, Sprint e SK Telecom. Uma das promessas da Samsung é que todos os aparelhos lançados com o Tizen OS terão atualizações rápidas, independente do fabricante. Essa é uma das principais reclamações dos usuários do Android, que geralmente ficam presos a versões antigas e precisam comprar um novo dispositivo para se atualizar.

Basicamente, o Tizen é uma versão modificada da TouchWiz, ampliada para toda a plataforma. Os ícones de ferramentas e aplicativos lembram também a interface de celulares com o Firefox OS, sistema da Mozilla para dispositivos móveis. A parte de configurações é parecida com a do Android, com a diferença de que a navegação é feita arrastando o dedo de baixo para cima. Outro detalhe é na seção da galeria de fotos, que pode ser manipulada de um jeito interessante para facilitar a busca por imagens específicas.

Pelo fato de vir equipado com o leitor de impressões digitais – localizado no botão "Home" –, o Z também possui algumas funções já existentes no Galaxy S5. Entre elas o conjunto de aplicações S Health, que incluem medição de batimentos cardíacos, calorias ingeridas, contador de passos e exerícios físicos.

Neste outro vídeo, o Handheld Blog mostra logo no início o design do Samsung Z, assim como seu tamanho e espessura (13,8 cm x 6,9 cm x 8 cm). Também é possível notar que o acesso à central de notificações é feito do mesmo jeito ao que acontece no Android, arrastando a aba superior para baixo. Há ainda uma loja própria de apps, a Tizen Store, que ainda não conta com uma grande variedade de aplicativos, mas deve receber atualizações até o lançamento oficial do aparelho.

Além do Galaxy Gear 2 e do Z, a Samsung também confirmou os planos de lançar uma linnha de Smart TVs com Tizen. A previsão é que os novos dispositivos cheguem ao mercado no final deste ano.

Inscreva-se em nosso canal do YouTube!

Análises, dicas, cobertura de eventos e muito mais. Todo dia tem vídeo novo para você.