Samsung Gear VR pode apresentar superaquecimento após 25 minutos de uso

Por Redação | 08 de Outubro de 2014 às 16h45
photo_camera Divulgação
TUDO SOBRE

Samsung

Normalmente, aparelhos eletrônicos enfrentam problemas de aquecimento quando seus hardwares são exigidos em modos estressantes. Mas isso é normal depois de um tempo de uso, quando o processador e outros componentes internos já passaram um bom tempo trabalhando em um ritmo acelerado. Tal situação incomoda, visto que pode levar o usuário a ser obrigado a "descansar" o dispositivo. Um novo eletrônico, que ainda não foi lançado, está enfrentando o mesmo problema. Trata-se do Samsung Gear VR, que supostamente estaria esquentando mais do que deveria em um curto espaço de tempo.

De acordo com um novo relatório publicado pelo Asia Today, os óculos de realidade virtual da Samsung podem começar a superaquecer depois de apenas 25 minutos de uso. Esse é um tempo bastante curto, tendo em vista que o público alvo deste produto pode passar horas com ele ao se divertir com um game.

Mas a boa notícia é que o aparelho em questão é apenas a unidade de demonstração e não a versão final que será disponibilizada aos consumidores. Mesmo com esse detalhe tranquilizador, os engenheiros da Samsung terão que trabalhar duro para corrigir o erro. O que preocupa é o fato da equipe ter pouco tempo para corrigi-lo, já que, a partir de 1º de dezembro deste ano, o Gear VR já estará disponível em seu lançamento na Coreia do Sul.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Diferente de outros produtos do gênero, como o Project Morpheus, da Sony, ou o Oculus Rift, o Gear VR trata-se de uma base na qual o Galaxy Note 4 é acoplado como tela, fonte de energia e processamento.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.