Recife recebe financiamento para desenvolver seu 'vale do silício'

Por Redação | 24 de Maio de 2013 às 09h40

Recife vai ganhar um local dedicado à economia criativa, o Porto Mídia. A iniciativa poderá ser viabilizada graças ao financiamento de R$ 8,8 milhões feito pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

A estrutura fará parte da expansão do Porto Digital, parque tecnológico no centro histórico de Recife que reúne 150 empresas de TI que faturam no total cerca de R$ 1 bilhão por ano. O dinheiro do financiamento do BNDES será destinado inicialmente à reforma de um imóvel histórico conhecido como 'Convento', que fica no Recife Antigo, e também à aquisição de equipamentos e instalação de estúdios e laboratórios no local.

"Considerando a necessidade de o Porto Digital se expandir e o potencial enorme que a cidade do Recife tem para as atividades da chamada economia criativa, em especial as áreas de games, audiovisual, música e design, o Porto Digital endereçou essa questão e contou com apoio do BNDES", disse Francisco Saboya, diretor presidente do Porto Digital à Agência Brasil.

Em 2016, o Porto Digital deve funcionar como um núcleo de empreendedorismo e tecnologia voltado para a economia criativa. A primeira fase das obras deve ser entregue em julho deste ano. Porém, as atividades não devem esperar até a conclusão da obra para serem iniciadas. Provisoriamente elas serão ministradas em outro prédio da região.

"Ou seja, a gente inicia a operação do Porto Mídia agora, provavelmente em agosto, e, paralelamente, restaura o outro imóvel, adquire e instala os novos equipamentos em uma escala maior e transfere, em dois anos e meio, a operação para lá", explicou Francisco Saboya.

Siga o Canaltech no Twitter!

Não perca nenhuma novidade do mundo da tecnologia.