Receita do Yahoo! cresce 1% e supera expectativas do mercado

Por Redação | 22.10.2014 às 12:01

As receitas do Yahoo! para terceiro trimestre do ano fiscal de 2014 subiram 1% no período, atingindo US$ 1,09 bilhão frente aos US$ 1,08 bilhão do mesmo período do ano passado. O lucro, mesmo que discreto, ainda é maior que o previsto pelo mercado financeiro, que esperava por US$ 1,04 bilhão. As informações são do site CNET.

Na divulgação dos resultados, que ocorreu nesta terça-feira (21), o Yahoo! informou pela primeira vez as receitas referentes a publicidade em dispositivos móveis, segmento importante para a empresa e campo de batalha dela contra Google e Facebook.

A venda de anúncios nos dispositivos móveis superou US$ 200 milhões no trimestre. A CEO da companhia, Marissa Mayer, afirmou que a receita bruta de publicidade móvel para este ano deve ser de US$ 1,2 bilhão. No entanto, a empresa não revelou informações sobre trimestres anteriores para que se pudesse fazer uma comparação efetiva e ver se a área anda bem das pernas ou não.

De acordo com os relatórios, as vendas ligadas a dispositivos móveis representaram 62% do total da receita da empresa no trimestre que se encerrou em 30 de junho, contra 41% de participação desse segmento um ano antes. A empresa afirmou que as vendas de dispositivos móveis representam 17% da receita global, mas não informou valores exatos.

Em uma entrevista por telefone, Mayer afirmou que acredita nas perspectivas da corporação e de investidores de que o Yahoo! passará por uma reviravolta. “Tivemos um bom e sólido terceiro trimestre”, afirmou ela.

Um dos fatores que mais contribuiu para o resultado positivo apresentado neste trimestre foi a virada do foco do mercado para gigante chinesa Alibaba, que fez sua oferta pública inicial há algumas semanas. Com o movimento, as ações da chinesa se valorizaram e o Yahoo! se valorizou - a empresa tem participação na empresa graças a um negócio fechado há quase uma década.

Apesar disso, Mayer insiste que o Yahoo! continua caminhando com suas próprias pernas e que isso é fruto do próprio trabalho feito pela companhia. “Estamos ganhando força nas quatro áreas-chave da nossa estratégia: pesquisa, comunicação, revistas digitais e de vídeo”, afirmou ela.

A publicidade com imagens teve uma queda de 6% desde o ano passado. Segundo o eMarketer, o Yahoo! possui 2,4% da cota global de publicidade, enquanto o Google tem 32,4% e o Facebook detém 8%. No segmento móvel, o Facebook passa a frente e domina a área com mais de 60% da sua receita baseada em anúncios.

Mayer ainda teve que responder a preocupações sobre o desenvolvimento da empresa baseado na compra de outras empresas. Nos últimos dois anos, foram adquiridas mais de 40 pequenas empresas com o objetivo de reunir talentos de engenharia móvel. Segundo a CEO, mesmo que a estratégia da empresa esteja voltada para a compra de outras, o Yahoo! tem endurecido suas normas de emprego.

Para exemplificar a afirmação, Mayer disse que 400 funcionários das unidades da Índia e Jordânia saíram do quadro da empresa no mês passado, mas, segundo ela, “a retenção dos nossos talentos de alto desempenho tem se mantido no nível mais alto em anos”.

Fonte: http://www.cnet.com/news/yahoo-revenue-rises-in-first-results-since-alibaba-ipo/#ftag=CAD590a51e