Receita do Google cresce 22% no segundo trimestre

Por Redação | 18.07.2014 às 12:28

O Google divulgou ontem (17) os resultados financeiros do segundo trimestre de 2014, apresentando um lucro líquido de US$ 3,42 bilhões – crescimento de 5,9% se comparado com o período de abril a junho do ano passado. A receita de US$ 15,96 bilhões no trimestre também foi 22% mais alta que o mesmo período de 2013 – o número superou as expectativas dos analistas, que era de US$ 15,61 bilhões.

O Google elevou o faturamento dos seus sites no segundo semestre, com uma alta de 23% se comparado com o período do ano passado. Isso representa US$ 10,94 bilhões, ou 69% do total da receita. No segundo semestre de 2013 o lucro dessa área foi de US$ 8,87 bilhões.

Os sites parceiros da empresa geraram uma receita de US$ 3,42 bilhões, representando 21% do total neste período. Houve um aumento de 7% em comparação ao ano passado, quando a receita dessa área ficou em US$ 3,19 bilhões. Outras receitas apresentaram maior crescimento, com uma alta de 53% e totalizando US$ 1,6 bilhão, representando 10% da receita total.

A maior fonte de faturamento do Google continua sendo fora dos Estados Unidos, representando 58% do total – ou US$ 9,33 bilhões. No primeiro trimestre as receitas internacionais representaram 57%. Apenas no Reino Unido a receita do Google foi de 1,62 bilhão, equivalente a 10% do total.

A publicidade continua sendo a principal fonte de renda da empresa. Os cliques pagos, relacionados aos anúncios no site do Google e dos parceiros, cresceram 25% no trimestre, com o custo por clique caindo 6%. O custo com tráfego, parcela da receita compartilhada com parceiros, subiu de US$ 3,02 bilhões em 2013, para US$ 3,29 bilhões em 2014. Mesmo com o crescimento, o valor representa, agora, 23% do total da receita e em 2013 representava 25%.

Ainda no segundo trimestre, o lucro operacional do Google (GAAP) foi de US$ 4,26 bilhões, ou seja, 27% das receitas. Em 2013, este valor ficou em US$ 3,47 bilhões no mesmo período, representando 26% do total. Já o lucro líquido (GAAP) foi de US$ 3,42 bilhões, em comparação com US$ 3,23 bilhões em 2013.

O valor das ações do Google no período foi de US$ 4,99 para cada uma das 686 milhões de ações em circulação. Em 2013, o valor era de US$ 4,77 por ação em 677 milhões de papéis em circulação.

O caixa do Google, incluindo títulos e valores imobiliários, fechou em US$ 61,20 bilhões no segundo trimestre de 2014 – comparado com 2013, fechou em US$ 58,72 bilhões. O número de efetivos também cresceu e atualmente a empresa possui mais de 52 mil funcionários em tempo integral.

"O Google teve um grande trimestre. Nós estamos avançando em relação aos produtos e animados em continuar a oferecer uma ótima experiência de usuários, com uma visão focada no longo prazo", disse Patrick Pichette, CFO do Google.

Mudanças

O Google aproveitou o mesmo comunicado para informar a saída de Nikesh Arora como diretor de negócios da empresa após dez anos de atuação na companhia. Segundo o informado, Arora irá assumir como vice-presidente da SoftBank Corp e CEO da SoftBank Internet e Media. Por enquanto, quem ocupará o cargo deixado por Arora como líder de negócios da empresa é Omid Kordestani, que atuava até então como conselheiro dos CEOs e fundadores do Google.