Receita da Telefônica diminui no primeiro trimestre de 2013 e dívida aumenta

Por Redação | 08.05.2013 às 12:47

A Telefônica divulgou os seus resultados no primeiro trimestre fiscal de 2013, registrando queda de 9% em sua receita no período em comparação ao mesmo trimestre do ano passado, com 14,1 bilhões de euros (R$ 37,1 bilhões). A redução em sua receita se deve às taxas de câmbio pouco favoráveis no mercado latino-americano e à fraca economia europeia. As informações são da Reuters.

Na América Latina, responsável por mais da metade de toda a receita da tele, a queda foi menor no período, de apenas 4% e abaixo do recuo de 12% registrado na Europa, que fechou com 6,7 bilhões de euros (R$ 17,6 bilhões). A Telefônica Brasil, operando como Vivo, divulgou nesta semana aumento de 2,9% em sua receita líquida, mas queda de 15,3% no seu lucro líquido em comparação ao mesmo período de 2012.

A companhia espanhola, que planeja reduzir sua dívida para 47 bilhões de euros (R$ 123 bilhões) até o final deste ano, fechou o mês de março com dívida estimada em 51,8 bilhões de euros (R$ 136 bilhões), apresentando ligeiro aumento em comparação aos 51,3 bilhões de euros (R$ 135,3 bilhões) contabilizados no final do último ano. A Telefônica afirma que o aumento na dívida se deve à desvalorização da moeda venezuelana e também aos 701 milhões de euros investidos em redes e espectros (R$ 1,8 bilhão), mas reafirmou que está próxima de atingir a meta de corte da dívida para este ano com redução de 653 milhões de euros (R$ 1,72 bilhão) do montante desde o encerramento do primeiro trimestre.

O lucro líquido da empresa fechou o primeiro trimestre do ano com aumento de 21%, fechando em 902 milhões de euros (R$ 2,37 bilhões), graças à melhora com os custos em investimentos e uma base melhor em comparação ao último ano.