Reality show no Vale do Silício gera polêmica entre executivos

Por Joyce Macedo | 24 de Julho de 2012 às 16h30

As gravações de um programa televisivo que vai colocar o dia a dia do Vale do Silício no centro das atenções está gerando polêmica e opiniões controversas, principalmente entre aqueles que trabalham nessa região da California que é considerada o berço das inovações tecnológicas. Estamos falando do reality show "Silicon Valley".

Além da ideia de colocar câmeras para "vigiar" o ambiente das empresas que povoam o Vale do Silício não agradar muitas pessoas do setor, outro fator também chama a atenção desse novo reality show americano: quem está produzindo a série "Silicon Valley" é ninguém menos que a ex-diretora de marketing do Facebook e irmã de Mark Zuckerberg, Randi Zuckerberg.

Segundo o Observatório da Imprensa, o projeto do canal americano Bravo TV - o mesmo responsável pelo programa Americas Next Top Model - tem recebido críticas de diversos veículos de comunicação e também de executivos da região norte-americana. Por exemplo, Kevin Rose, empresário e executivo de capital para empreendimentos, declarou em seu Twitter sua posição a respeito do novo programa: "Que nojo. Por favor, fiquem em Los Angeles".

Uma das cenas de "Silicon Valley" se passa na mansão dos irmãos Ben e Hermione Way, dois ingleses fotogênicos que chegaram recentemente ao vale e já visavam um programa desse tipo quando surgiu a oportunidade oferecida pela Bravo.

Os irmãos Way pagam US$ 17 mil de aluguel por mês por sua casa e, durante o reality, discutem como usar US$ 500 mil de investimento que conseguiram para desenvolver um aplicativo de condicionamento físico.

Reality show no Vale do Silício

Foto: Reprodução / Divulgação

Além dos irmãos Way, a aspirante a empresária, Kim Taylor; o criador de um site de venda de carros usados, Dwight Crow; e David Murray, que está desenvolvendo um aplicativo para perda de peso, fazem parte do elenco do programa.

A ideia de criar o reality teria começado a partir do filme "A Rede Social", que conta a história do Facebook e teve uma aceitação boa do público. Porém, o Vale do Silício não gostou muito da forma como o tema de criação da empresa foi abordado, dando a entender que o Facebook foi criado apenas para Mark Zuckerberg impressionar uma garota pela qual estava apaixonado na época de faculdade, e não pensando que sua ideia poderia mudar o mundo, como geralmente os inovadores pensam a respeito de suas novas tecnologias.

As manifestações contrárias à idealização do programa continuam rolando pelas redes sociais, blogs e afins, a exemplo de Francisco Dao, fundador da 50 Kings, uma comunidade privada de tecnologia. Francisco escreveu a seguinte frase: "Em nome dos empreendedores que arriscam tudo para construir alguma coisa, sinto-me ofendido".

Já o presidente da Bravo TV, Frances Berwick, diz que "o horror dos reality shows chega ao Vale do Silício", e afirma que o programa não pretende capturar todo o espírito por trás do local que abriga gigantes da tecnologia. "No processo de edição, eliminamos tudo o que seja tedioso".

A série começará a ser exibida no início de 2014 e, ao que tudo indica, deve mostrar jovens festeiros que batalham para fundar suas próprias empresas. Jamis MacNiven, dono de um restaurante chamado Buck´s - que é ponto de encontro no vale -, diz que lá "ninguém gosta de se vestir bem, exceto no Burning Man, durante o qual as pessoas tiram a roupa."

O Burning Man é uma espécie de festival de contracultura que reúne milhares de músicos, artistas, escultores e pessoas interessantes durante uma semana. A maioria delas fica em seus trailers e pode se expressar livremente durante esses dias.

Na realidade, os profissionais do vale têm medo de que tudo vire motivo de chacota. Porém, na opinião de Randi Zuckerberg, " muita gente nesse ramo se torna causa de chacota por responsabilidade própria".

Pois é, parece que isso ainda vai longe! Acompanhe as cenas do próximo capítulo desse assunto controverso aqui no Canaltech! ;)

Siga o Canaltech no Twitter!

Não perca nenhuma novidade do mundo da tecnologia.