RIP Nexus 6: Google deve mesmo substituir novo smartphone pelo Android Silver

Por Redação | 19 de Maio de 2014 às 16h35
photo_camera Divulgação

Tudo indica que este é o fim da linha para os smartphones Nexus do Google. Ao contrário de uma notícia da semana passada que apontava a existência de dois dispositivos da família Nexus (um tablet e um smartphone), os aparelhos realmente não devem ganhar novos sucessores. Quem confirma a informação é Evan Blass, do famoso perfil @evleaks no Twitter, como informa o site Phandroid.

Os rumores sobre o encerramento da marca Nexus começaram no ano passado, mas ganharam força nos últimos meses graças a um projeto conhecido como Android Silver. Basicamente, a ideia é que a gigante das buscas não produza mais smartphones próprios e foque seus investimentos em celulares topo de linha já existentes no mercado. Esses aparelhos seriam vendidos de forma semelhante aos gadgets com selo "Google Play Edition", equipados com uma versão pura do Android, ou seja, sem aplicativos e ferramentas pré-instalados de fábrica.

Segundo o @evleaks, os planos do Google eram disponibilizar esses dispositivos apenas no ano que vem, mas a empresa teria se antecipado e deve lançar os primeiros smartphones do programa Android Silver ainda no final deste ano. Apesar da informação não ter sido confirmada oficialmente pela companhia, é preciso levar em consideração o histórico de Evan Blass. Ele foi o responsável pelo vazamento antecipado de vários produtos do mundo tecnológico, entre eles a linha Nokia X, o LG G Flex e o HTC One (M8).

De acordo com o The Verge, LG e Motorola seriam as empresas que mais se encaixam na proposta do Android Silver, sendo que os primeiros smartphones da categoria seriam lançados já neste ano. Outras entidades, como Samsung, HTC e Sony também poderiam fechar parcerias com o Google. O custo desse investimento para a empresa de Mountain View seria de aproximadamente US$ 1 bilhão, valor que seria destinado apenas para convencer as fabricantes a abraçar a ideia.

Todo o custo de desenvolvimento e comercialização do projeto seria subsidiado pelo Google, garantindo que as fabricantes gastem menos na produção dos dispositivos e, consequentemente, reduzam os preços dos aparelhos para o consumidor final. Em troca, o Google ganharia maior controle sobre a distribuição de software, o que significa autalizações de sistema mais rápidas e a promessa de uma plataforma sem aplicações descartáveis – no caso, os apps pré-instalados.

Inicialmente, o projeto deve ser voltado para países como Estados Unidos, Alemanha e Japão. Nesses mercados, a companhia deve montar quiosques em lojas e locais movimentados para apresentar as edições com o software aos usuários. Nações emergentes, como Índia e Brasil, podem receber uma versão do projeto algum tempo depois.

Vale lembrar que a conferência Google I/O acontece agora no mês de junho e é lá que a companhia deve dar os primeiros detalhes oficiais sobre o Android Silver. O evento será realizado entre os dias 25 e 26 de junho, no Moscone Center, em São Francisco, nos Estados Unidos.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.