Quer saber se tem internet no seu voo? Pergunte para o Google

Por Redação | 13.03.2015 às 12:00
photo_camera Empresa Verde

Quem viaja muito sabe que essa é uma vida de bastante espera, desconforto e, acima de tudo, desconexão. O Google, porém, quer dar uma ajuda para quem vive com a mochila nas costas e está incrementando o Flights, seu serviço online que permite ao usuário pesquisar detalhes sobre voos que nem sempre estão disponíveis, como o espaço para as pernas, a existência de tomadas e, acima de tudo, a existência ou não de internet sem fio na aeronave.

O serviço também está disponível no Brasil, mas a versão nacional ainda não traz esse tipo de informação. Na realidade, o Google Flights é um serviço que já existe há algum tempo e, assim como em sua tradicional ferramenta de buscas, permite que os usuários busquem por horários de voos, preços e companhias. A diferença, agora, é que essa ferramenta foi integrada à RouteHappy, um serviço que, como o nome já diz, ajuda o usuário a encontrar as rotas mais “felizes”. As informações são do Mashable.

Para a empresa, trata-se de entregar um conjunto de informações mais completo para o usuário e, claro, incentivar a utilização do serviço. Como não é possível adquirir passagens a partir do próprio Flights, o Google deseja ampliar seu rol de soluções para torná-lo o primeiro passo de qualquer viajante, esteja ele embarcando a lazer ou a trabalho.

A adição do banco de dados do RouteHappy é mais uma grande atualização de uma plataforma que já é um pouco antiga, apesar de desconhecida de boa parte do público. Em 2015, porém, o produto começou a receber atenção especial da empresa quando pesquisas indicaram que 54% das pessoas que fazem pesquisas por viagens não sabem exatamente para onde querem ir e menos ainda qual companhia poderia levá-los até lá.

Foi daí que surgiu a ideia de intensificar os esforços na ferramenta e, mais do que isso, focar em uma plataforma que não apresente os voos mais baratos, como normalmente se vê por aí, mas sim os melhores e mais convenientes, mesmo que o preço seja um pouco mais alto. E é nessa pegada que o Google promete um grande ano de atualizações para o Flights, que deve ganhar mais e mais recursos para que, assim como sua ferramenta de busca, se torne um ponto de passagem dos viajantes no planejamento de seus próximos roteiros.