Quanto a Apple realmente lucra com o seu smartwatch de ouro?

Por Redação | 10 de Março de 2015 às 17h39

Muitas pessoas quase caíram para trás ao saber o preço de uma das versões do relógio da Apple anunciado na última segunda-feira (9). Isso porque o Apple Watch Edition vai custar até US$ 17 mil.

Mas, afinal, quanto custa para a Apple fabricar um dispositivo como esse? É claro que a empresa não divulgou esses detalhes, mas o Business Insider levantou alguns dados que podem nos dar uma ideia de quanto a Maçã lucra com o seu relógio de ouro.

Vamos começar pelos três principais componentes do Apple Watch Edition:

  • 55 gramas de ouro 18 quilates: com o valor atual do ouro, podemos calcular cerca de US$ 1.550.
  • O relógio em si: a versão Sport do Apple Watch com pulseira igual a do modelo de ouro custa US$ 549.
  • Custo de produção: essa parte é bem difícil de estipular, mas basta lembrar que no preço final da versão Sport citada anteriormente já estão inclusos os custos de produção.

Vamos dizer que os gastos com esses três elementos fique na casa dos US$ 2.200. Somado ao custo dos processos de envio, comercialização e venda para diversos países, vamos considerar um markup de cerca de 354%. O resultado final seria um preço de US$ 7.800 para o Apple Watch Edition.

Mas, na verdade, esses custos podem ser ainda menores do que essa estimativa.

De acordo com informações da Forbes, o teor do ouro utilizado no Apple Watch é mais baixo do que o padrão do ouro de 18 quilates, o que levaria o valor das 55 gramas para US$ 640.

Apple Watch

Esse ouro diferenciado utilizado pela Maçã, na verdade, foi patenteado pela empresa. Trata-se de um método que inclui "comprimir e aquecer uma mistura de cerâmica e ouro no molde, formando um compósito com matriz de ouro". Em termos mais simples: o "ouro da Apple" é mais leve, mais forte e mais resistente a riscos do que o ouro de 18 quilates com ligas de baixa densidade de partículas de cerâmica, e, consequentemente, leva menos ouro puro em sua composição.

Nessas condições, mesmo que o markup seja superior a 500%, já haverá um ótimo lucro para a Apple. Isso quer dizer que, mesmo que as vendas dos modelos Edition sejam pequenas em relação aos demais modelos, elas vão aumentar o lucro global da coleção de relógios de uma maneira colossal.

Analistas acreditam que se o Apple Watch Edition conseguir atingir pouco mais de 1% da participação nas vendas dos relógios produzidos anualmente pela Maçã, os ganhos totais subirão em dois terços.

Os produtos da Apple são notoriamente rentáveis. Já sabemos que o custo de fabricação de um iPhone gira em torno de um quarto do seu preço final de mercado (e nem estamos falando do preço do smartphone no Brasil).

Mesmo que os relógios estejam em uma linha de produção diferente dos iPhones, é possível acreditar que o custo da empresa para produzir, divulgar e vender seus produtos fique sempre abaixo dos 20% do preço final.

Independente de todos os cálculos, quem for comprar as versões Edition do mais novo gadget da companhia, com certeza não está nem aí para isso, afinal, o relógio irá trazer um bem muito valioso para a elite: status.

Instagram do Canaltech

Acompanhe nossos bastidores e fique por dentro das novidades que estão por vir no CT.