Provas, não! Professor chinês avalia alunos conforme desempenho em rede social

Por Redação | 12 de Dezembro de 2014 às 10h08

Que tal trocar suas provas finais de uma disciplina escolar por resultados práticos obtidos nas redes sociais? Essa é basicamente a proposta do professor chinês Zhang Chunlin, que leciona a disciplina “Comunidade Eletrônica e Internet de Sobrevivência” na Universidade de Estudos Internacionais de Sichuan, localizada no sudoeste da China.

De acordo com a agência de notícias EFE, a ideia do professor é estimular os alunos a utilizarem a rede social Weibo, o Twitter chinês, de maneira responsável para obter 2 mil seguidores. Se conseguirem bater a meta, os estudantes podem solicitar o cancelamento da prova final da disciplina e serão aprovados da mesma forma.

Outras formas de conseguir a aprovação na matéria sem ter que realizar as provas finais é conseguir que uma postagem original na rede alcance 50 compartilhamentos ou então receber pelo menos 20 comentários de “interesse informativo” de pessoas diferentes em uma publicação.

O novo método de avaliação do professor Chunlin repercutiu e gerou opiniões controversas. No ciberespaço chinês, ele foi elogiado e teve uma boa aceitação dos usuários. O mesmo aconteceu com os alunos da disciplina, que defenderam a proposta do professor afirmando que o novo modelo permite que eles coloquem em prática o que aprenderam em aula, testando as habilidades desenvolvidas com a disciplina e não apenas decorar textos, como exigem as provas finais.

Os críticos, por outro lado, alegam que o professor está facilitando a vida dos estudantes e os incentivando a "escapar" das provas finais. Chunlin se defendeu das acusações e falou que o método, desenvolvido para aprofundar a capacidade dos alunos na internet, acabou sendo mal interpretado por algumas pessoas.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.