Project Tango: Google anuncia tablet que faz mapeamento 3D de ambientes

Por Redação | 06 de Junho de 2014 às 08h58
Divulgação
Tudo sobre

Google

Falta pouco mais de duas semanas para o evento do Google para desenvolvedores, o Google I/O. Mas a empresa se antecipou e decidiu anunciar nesta quinta-feira (5) um novo dispositivo que integra a linha de produtos do futuro Project Tango. Trata-se de um tablet produzido pela divisão de Tecnologias e Projetos Avançados (ATAP, na sigla em inglês) da gigante de Mountain View. As informações foram publicadas na página do programa na rede social Google+.

O aparelho vem equipado com uma tela de 7 polegadas com resolução Full HD (1080p), processador de última geração NVIDIA Tegra K1, 4 GB de memória RAM, 128 GB de capacidade interna e roda o sistema operacional Android 4.4 KitKat. Conta ainda com conectividade micro-HDMI, Bluetooth LE, Wi-Fi e 4G (LTE), além de uma conexão USB 3.0. Até aí, parece ser um dispositivo comum, não muito diferente de outros gadgets do mercado.

Contudo, assim como o smartphone do Project Tango, o novo tablet possui duas câmeras com sensor de profundidade responsáveis pelo rastreamento de movimento, o que permite captar mapas 3D de ambientes e locais fechados em tempo real. Uma das câmeras possui resolução de 4 megapixels, sendo que cada um desses pixels vem com dois micrômetros. De forma parecida ao recurso UltraPixel do HTC One, esse recurso garante alta sensibilidade à luz e velocidades maiores que boa parte das câmeras dos tablets vendidos atualmente. Enquanto isso, a segunda câmera conta com uma lente especial com ângulo de 170º, focada em rastrear movimentos de maneira muito mais ampla.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Apesar do anúncio, não se anime em querer adquirir uma unidade do tablet Tango assim tão cedo. Segundo a companhia, o aparelho será testado inicialmente apenas por desenvolvedores e profissionais que se cadastrarem no site do programa (clique aqui para acessar). "Esses kits de desenvolvimento foram criados para profissionais interessados em explorar o futuro da percepção tridimensional móvel. Os desenvolvedores receberão atualizações constantes enquanto os algoritmos de software e as APIs evoluírem. Os aparelhos não são dispositivos para os consumidores e serão disponibilizados em quantidades limitadas", diz o Google.

O dispositivo estará à venda até o final deste ano e custará US$ 1.024 (cerca de R$ 2.320 na cotação atual). A empresa ainda afirma que a disponibilidade do produto vai depender da região e profissão dos interessados no aparelho. Mais informações sobre o tablet devem ser reveladas durante o Google I/O, que acontece nos dias 25 e 26 de junho, nos Estados Unidos.

Vale lembrar que o mesmo processo de seleção aconteceu no início deste ano, quando o Google anunciou o smartphone do Project Tango. Na época, apenas 200 dispositivos foram enviados para desenvolvedores de software, que já começaram a trabalhar com as funcionalidades do gadget, que ainda não tem previsão de lançamento para o consumidor final – isto se um dia chegar ao usuário comum.

Nas palavras do Google, o Project Tango tem como objetivo "criar um mundo digital que se assemelhe ao real". O smartphone possui quatro conjuntos de sensores e câmeras, sendo uma câmera traseira comum com 4 MP e sensor infravermelho; outra com lente olho de peixe, ângulo de 180 graus e sensor especial OmniVision; uma terceira câmera de profundidade que filma em resolução 320 x 180 pixels e cinco quadros por segundos; e por fim uma câmera frontal com ângulo de 120 graus que permite uma percepção de profundidade semelhante à do olho humano.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.