Project Ara será lançado no final de 2015, mas apenas em Porto Rico

Por Redação | 14 de Janeiro de 2015 às 17h42

Começou nesta quarta-feira (14) em Mountain View, na Califórnia, a segunda edição anual da Project Ara Developer Conference, evento focado nos smartphones modulares que estão sob a tutela do Google. Em desenvolvimento desde 2013, a companhia sempre afirmou seu compromisso em colocar esses dispositivos no mercado o quanto antes. Mas quando?

Durante a conferência de hoje, o chefe da divisão Ara, Paul Eremenko, revelou que um programa piloto, feito em parceria com as empresas OpenMobile, Ingram Micro e Claro, será lançado no final deste ano apenas em Porto Rico. Segundo o Google, a escolha do local se deu pelo fato de que a principal universidade do país se juntou ao programa Multi-University Research Agreement (MURA), da divisão de projetos e tecnologias avançadas (ATAP) da entidade, responsável pelo Project Ara. As informações são do site SlashGear.

Outro motivo que levou ao lançamento primeiro em Porto Rico é que a nação não é regida pelos embargos da FCC, órgão americano equivalente à nossa Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). Isso permite que o Google ofereça componentes para os aparelhos de uma forma mais simples e rápida, uma vez que o país possui leis menos rígidas para a importação de produtos. Com base na experiência de Porto Rico, o Google irá traçar novas estratégias e se preparar para lançar o Ara em todo o mundo.

Não foram divulgados preços oficiais do produto. Inicialmente, o programa piloto terá 10 categorias de smartphones que terão entre 20 e 30 módulos diferentes, incluindo câmera, modem 3G, processador e outros elementos. Todas essas peças poderão ser adquiridas online ou em lojas dentro de caminhões no estilo "food truck", como na imagem abaixo:

Project Ara

(Foto: The Verge)

Spiral 2

O Google também aproveitou a conferência para revelar que o hardware da última versão do protótipo Spiral 2 está pronta. Agora, o aparelho ganhou mais espaço para os módulos, que podem ser trocados mais rapidamente, e também já pode fazer ligações usando tecnologia 3G. Por enquanto, a única limitação é o firmware, descrito por Eremenko como algo "difícil" de ser trabalhado e implementado no Ara. Inclusive, o executivo desafiou os desenvolvedores presentes no evento para criar soluções que resolvam esse problema.

Também foram anunciados alguns módulos que serão disponibilizados para o Spiral 2. O dispositivo terá opções de tela com 1.280 x 720 de resolução, sensores de luz e proximidade, câmera de 5 megapixels, Wi-Fi e Bluetooth, modem 3G – que futuramente terá suporte a antenas 4G –, bateria, alto-falante e escolha entre os processadores NVIDIA Tegra K1 ou Marvell PXA1928. Haverá ainda um módulo dedicado ao USB, que servirá como porta para carregar o aparelho.

Project Ara

Último protótipo do Project Ara já tem seu hardware pronto. (Foto: Divulgação/Google)

De acordo com o Google, uma versão do Spiral 3 já está em desenvolvimento, e este será o modelo que chegará a todos os consumidores. Contudo, ainda não há previsão de quando o gadget chegará ao mercado, já que o Spiral 2 conduzirá o programa piloto em Porto Rico.

Instagram do Canaltech

Acompanhe nossos bastidores e fique por dentro das novidades que estão por vir no CT.