Primeiras reações ao Apple Watch descrevem gadget 'confuso e desajeitado'

Por Redação | 10.03.2015 às 11:31
photo_camera Divulgação

Anunciado nesta segunda-feira (9) durante um evento da Apple, o Apple Watch não teve uma recepção tão calorosa por parte da imprensa especializada. Jornalistas que cobriram o evento no local e já puderam experimentar o dispositivo não tiveram uma experiência essencialmente boa com ele.

Os relatos que começaram a surgir descrevem, essencialmente, um dispositivo complicado de usar. “As reações imediatas não foram boas. O consenso pareceu ser de que o relógio é confuso para usar”, escreveu Jay Yarow, do Business Insider.

Stephen Pulvirent, da Bloomberg, escreveu que, apesar do marketing da Apple ter criado bastante expectativa sobre como o sistema da Maçã no relógio inteligente se destacaria em relação aos rivais, “em um primeiro uso, o dispositivo pareceu um pouco confuso e desajeitado”.

Em texto publicado no Gizmodo, o editor Sean Hollister escreveu que, em um primeiro momento, a Apple ainda não o convenceu de como o Apple Watch pode ser útil de fato. “Eu brinquei um pouco com ele e tentei imaginá-lo integrado à minha vida. Mas durante meu hands-on, até a Apple delicadamente me retirar da sala de testes, eu não consegui”, relata.

Apple Watch

Christina Bonnington, da Wired, pondera que prefere aguardar o lançamento do gadget e as análises completas de suas funcionalidades para emitir opinião e que, apesar da forma visualmente agradável com que ele realiza uma série de tarefas, ainda há questões a serem resolvidas. “A necessidade de carregar a bateria todo dia, com as 18 horas de vida de cada carga, ainda é um problema e eu imagino sobre quão lentamente apps de terceiros serão atualizados por meio de Bluetooth e Wi-Fi”, escreve.

Necessidade de adaptação

Geoffrey Fowler, do Wall Street Journal, destaca a necessidade de adaptação ao Apple Watch como um dos pontos cruciais. Conforme o seu relato, o aparelho apresenta alguns comportamentos diferentes do que normalmente se vê no iPhone, o que pode ser um complicador.

“Aprender a operar o relógio vai levar algum tempo. Ele possui seus próprios conjuntos de toques, deslizes e pressionamentos que nem sempre estão de acordo com o que fazia no seu telefone”, relata. “Você desliza debaixo para cima para ver os 'glances' [as notificações do Apple Watch] de informações como clima e vira o visor do relógio de lado para dar aumentar ou diminuir o zoom nos mapas”, prossegue.

Apple Watch

Dentro do normal?

Pensando em toda a expectativa e em todo o marketing criado em cima do Apple Watch, algo comum para qualquer grande lançamento, especialmente os feitos pela Apple, é até compreensível uma espécie de frustração generalizada de quem já pode testar o aparelho. Mas será que a Maçã conseguirá mudar o quadro quando o gadget for lançado?