Prevendo queda no faturamento, Intel perde US$ 5 bilhões em valor de mercado

Por Redação | 12 de Março de 2015 às 14h00

A queda cada vez maior nas vendas de computadores e notebooks atingiu fortemente a Intel nesta quinta-feira (12), com a empresa perdendo um valor de cerca de US$ 5 bilhões em ações após anunciar que terá faturamento abaixo do esperado no primeiro trimestre. O mercado reagiu mal ao anúncio e, no momento em que esse texto foi escrito, fez com que os papeis da fabricante operassem com queda de 4,38%, operando a US$ 30,91 cada um.

Segundo o comunicado oficial da Intel, houve uma retração no total de PCs vendidos principalmente para o mercado corporativo. A empresa diz que existe uma queda sensível nas atualizações de máquinas que ainda rodam o XP, com, principalmente, as pequenas e médias companhias segurando os gastos na hora de atualizar seu inventário. O motivo para isso seriam as flutuações econômicas que estão acontecendo ao redor do mundo e as condições cambiais, principalmente nos países da Europa.

Além disso, claro, a já conhecida migração dos usuários de computadores pessoais para dispositivos portáteis também foi citada como um fator de retração, que atinge não apenas a Intel, mas o mercado como um todo. Nesse ensejo, a fabricante de chips está trabalhando em uma diversificação de seu negócio, focando em sistemas de computação na nuvem, infraestrutura e no setor mobile.

Com tudo isso, a Intel anunciou uma expectativa de ganhos na casa dos US$ 12,8 bilhões, com margem de erro de US$ 300 milhões para mais ou para menos. Pode parecer um número gigantesco, mas ele está bem abaixo das previsões originais da companhia, que eram de faturar US$ 13,7 bilhões no período entre janeiro e março de 2015. As informações são do site Venture Beat.

Apesar de toda essa negatividade, a Intel chamou a atenção para os resultados positivos do setor de data center, que como já dito, é um dos focos da diversificação de seus negócios. A companhia espera que os números negativos do mercado de PCs sejam mais do que compensados pelos setores de infraestrutura, uma vez que em um mundo cada vez mais focado no cloud computing, as empresas necessitam de servidores e, no caso da fabricante, chips para funcionarem.

O anúncio oficial dos resultados financeiros para o terceiro trimestre de 2015 está marcado para o dia 14 de abril. Até lá, a Intel promete permanecer dando suporte a acionistas e investidores sobre eventuais flutuações, mas somente falará de forma concreta sobre os dados após o fim do período.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.