Plastc: o cartão que promete reunir todos os outros em um só

Por Redação | 08 de Outubro de 2014 às 14h25

Cartões que prometem reunir vários outros cartões de crédito, débito, fidelidade e outros em apenas um já apareceram no mercado, mas ainda não decolaram. O Geode foi o pioneiro, seguido pelo Coin. Porém, o Plastc quer fazer com que o conceito realmente funcione e caia definitivamente nas mãos ou na carteira dos consumidores.

O Plastc se trata de um cartão de 0,8 mm de espessura que tem a capacidade de armazenar dados de até 20 cartões. A inserção dos dados de um cartão dentro dele é feita por meio do smartphone do usuário. Para poder escolher qual cartão será usado, o consumidor precisa apenas selecionar o cartão desejado por meio de uma touchscreen e-ink na frente do próprio Plastc.

Depois que a transação for concluída, o usuário recebe uma notificação no próprio smartphone confirmando a tarefa, emparelhando o cartão usando conexão Bluetooth.

Para aumentar ainda mais a usabilidade do cartão, foram incluídas dentro dele as tecnologias NFC e RFID para servir como crachá de escritório, por exemplo, além de outras funções. Outra vantagem está na bateria, que possui autonomia de até 30 dias e pode ser recarregada sem a necessidade de fios.

Com a reunião de vários cartões em apenas um só, o Plastc precisou dar atenção especial à segurança. Por conta disso, ele é protegido por um código PIN necessário para poder desbloqueá-lo. Como ele é sincronizado com o smartphone, caso o aparelho se distancie do cartão, uma notificação é enviada no celular para evitar que o consumidor o perca. Outra funcionalidade de segurança é a exclusão automática de todas as informações e a exibição de um número de telefone para contato no caso do usuário ficar longe do cartão por um determinado período de tempo.

Plastc 2

Ao contrário dos inovadores Geode e Coin, que não possuíam chips, o Plastc possui o recurso e se adequará ao mercado com “uma atualização de firmware OTA em 2015 para ativar pagamentos com chip e PIN”.

Na verdade, Geode e Coin sofreram problemas e possuem algumas desvantagens. O primeiro, por exemplo, que se trata de um case para iPhone que gravava informações sobre os cartões de crédito, débito e gift cards não é muito durável e a empresa simplesmente não pode ser encontrada pelos consumidores. O Coin, que era para ser lançado neste ano, chegará apenas em 2015. A principal desvantagem do produto é que ele não tem chip. Isso é um problema considerável porque as empresas devem deixar de aceitar cartões só com tarja magnética por causa dos grandes vazamentos de números de cartão nos EUA.

O Plastc está previsto para ser lançado em 2015, mas quem estiver interessado pode adquirí-lo na pré-venda, por US$ 155.

Fonte: http://m.gizmodo.uol.com.br/cartao-plastc/

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.