Petições online pedem que o Google reconsidere sua decisão sobre o Google Reader

Por Redação | 14 de Março de 2013 às 11h15

O anúncio da desativação do agregador de feeds na internet do Google, o Google Reader, pegou muitas pessoas de surpresa, fazendo com que muitos usuários fossem até as redes sociais lamentar a morte do aplicativo. Além disso, muitas pessoas iniciaram petições online para fazer com que a empresa reconsidere sua decisão. As informações são CNET.

Muitos usuários do Twitter lamentaram a decisão da gigante da Web e também fizeram questão de mostrar seu apreço pelo serviço, afirmando que dependem do recurso para se manterem informados ao longo do dia e que, muitas vezes, acessam mais o Google Reader do que outros serviços e produtos da empresa. Logo após o anúncio, alguns usuários se voltaram para sites de petições online como é o caso do Change.org para iniciar uma campanha pela volta do produto.

Um usuário de Nova York, Estados Unidos, criou a petição 'Google: Keep Google Reader Running' (algo como Google: Mantenha o Google Reader funcionando, em tradução livre), que em poucas horas já conta com mais de 34 mil assinaturas. Lewis alega que o declínio no uso do serviço - fator que levou o Google a considerar a aposentadoria do produto - se deve à remoção de funções como compartilhar e comentar.

"Muitos de nós usamos o Google Reader diariamente para gerenciar nossos blogs favoritos, tweets, nos manter atualizados sobre pesquisas específicas, e para muitos outros usos", afirmou Tim Wilson, criador de outra petição pela volta do serviço. "A sua simplicidade é a sua força".

Junto com o Google Reader, a empresa anunciou a aposentadoria de muitos outros produtos dentro do seu programa de limpeza, que acontece desde 2011 e elimina os serviços que não estão caminhando como o desejado. Por enquanto, o Google não se pronunciou sobre as petições online para que reconsidere sua decisão.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.