Pesquisadores concluem que as Bitcoins podem estar com os dias contados

Por Redação | 05.11.2013 às 13:21

Uma dupla de pesquisadores da Universidade de Cornell, nos Estados Unidos, desenvolveu um estudo que evidencia a possibilidade de quebra do sistema de Bitcoins.

De acordo com matéria da Business Insider, o professor do departamento de Ciência da Computação, Emin Gün Sirer, e o pesquisador da Ciência de Computação, Ittay Eyal, averiguaram que o sistema de "mining" – que em linhas gerais é a forma como as moedas são criadas –, desenvolvido por equipes de "mineiros" pode acabar prejudicando toda fórmula de emissão da moeda gerando inflação no mercado. Os "mineiros" são uma espécie de corretores de Bitcoin que, ao atuarem juntos, são capazes até mesmo de manipular a cotação da moeda e promover a concentração desse dinheiro em poucas mãos.

Em matéria da Hacking Distributed, na qual é possível compreender o trabalho acadêmico de forma menos densa, fica claro que para o sistema permanecer funcionando de maneira segura, dois terços das pessoas que trabalham com "mineração" precisam fazer isso de forma honesta. No entanto, isso não vem acontecendo, já que uma brecha no sistema faz com que informações sobre o processo de mineração de novas moedas possam ser reservadas a poucos mineradores e isso pode acarretar no controle de grande quantidade de dinheiro por um pequeno grupo de pessoas.

Ainda de acordo com os pesquisadores, é importante criar uma forma de delimitar o controle de no máximo 25% do poder de mineração a um único grupo. Só assim, a saúde do mercado de Bitcoins poderá ser mantida dentro dos padrões de descentralização estipulados por seu desenvolvedor.