Pesquisa revela que profissionais de TI participam das decisões de negócios

Por Redação | 11.04.2014 às 08:05 - atualizado em 11.04.2014 às 08:16
photo_camera dotshock

Foto:dotshock/Shutterstock

A SolarWinds, fornecedora líder de produtos de software para gestão de TI, publicou na semana passada os resultados da sua Nova Pesquisa de TI que esclarece o papel do moderno profissional da área no ambiente empresarial conduzido pela tecnologia da atualidade. Especificamente, os resultados da pesquisa mostram como os profissionais brasileiros de TI estão cada vez mais envolvidos em ajudar suas empresas a tomar decisões estratégicas de negócios bem fundamentadas.

“Os dias de impacto limitado da TI nos negócios terminaram há muito tempo, substituídos pela era moderna de dependência quase total em tecnologia e na incrivelmente complexa infraestrutura que ela traz. Os profissionais de TI possuem diversos recursos – como blogs ou a comunidade de profissionais de TI thwack para aprofundar seu conhecimento e entendimento das tecnologias empresariais em evolução, participando cada vez mais do processo de determinação de iniciativas chave de negócios”, afirma Suaad Sait, vice-presidente executivo de produtos e mercados da SolarWinds. “Esta pesquisa mostra como os profissionais brasileiros de TI consideram computação em nuvem, virtualização e mobilidade as iniciativas mais críticas em TI, e é óbvio que eles têm a oportunidade de expressar essa opinião para seus chefes”, completa.

À medida que a TI se transforma e uma definição de “Nova TI” evolui, os profissionais brasileiros da área voltam-se cada vez mais para a interseção da Tecnologia da Informação com a estratégia comercial, participando, em números crescentes, da tomada de decisões empresariais. Dentre os principais resultados, mais de 30% de todos os profissionais de TI definem o ambiente da “Nova TI” como uma parceria mais ampla e um melhor relacionamento com a empresa.

computação na nuvem

Ainda, a totalidade dos entrevistados declarou ter oportunidade para fornecer a orientação e os conhecimentos especializados necessários para ajudar as empresas a tomarem decisões estratégicas de negócios bem fundamentadas em relação a tecnologias emergentes. Eles ainda expressaram confiança no compartilhamento de conhecimentos e opiniões: quase a metade declarou ter total confiança em se manifestar e 41% declarou ter alguma confiança.

Porém, para se sentirem mais habilitados a oferecer sugestões à empresa, quase 60% dos participantes da pesquisa disseram precisar de mais treinamento nas suas áreas de responsabilidade e a metade afirmou precisar de entendimento do negócio.

A computação em nuvem é, atualmente, a maior prioridade tecnológica entre os profissionais de TI no Brasil. Eles afirmam que a computação em nuvem é o fator de maior impacto nas empresas nos últimos anos e esperam que continue a ser uma prioridade no futuro.

  1. Um terço dos profissionais de TI afirmaram que a computação em nuvem é o avanço tecnológico de maior impacto nos negócios nos últimos cinco anos, seguida por virtualização de processamento (24%) e mobilidade (17%);
  2. Das equipes de TI do Brasil, 72% gerenciam a computação em nuvem internamente e outras 11% usam um provedor de serviço gerenciado;
  3. 35% dos profissionais de TI listaram a computação em nuvem como a tecnologia chave na qual uma empresa deve investir para permanecer competitiva nos próximos cinco anos, seguida por mobilidade (23%) e técnicas de análises de dados (12%);
  4. Dois terços dos profissionais de TI disseram que o gerenciamento de software como serviço (SaaS) deverá ser a habilidade mais exigida para o sucesso de uma empresa nos próximos cinco anos. Contudo, as opiniões sobre a importância dessa habilidade variam de acordo com o tamanho da empresa: 78% dos profissionais de TI em grandes empresas priorizam o gerenciamento de SaaS, comparados a 52% dos profissionais de TI em pequenas empresas;
  5. Mais da metade dos profissionais de TI espera automatizar o gerenciamento da computação em nuvem nos próximos cinco anos.

A pesquisa mostra que as empresas do país seguem a tendência mundial, principalmente dos mercados norte-americano e europeu, em que a adoção da computação na nuvem cresce exponencialmente. Porém, como somos um país emergente, o setor não está tão desenvolvido e a maioria das empresas ainda está na fase de planejamento e/ou implantação de suas estratégias na nuvem, enquanto que nos países desenvolvidos, muitas empresas tem a nuvem como o principal local para o lançamento de novas aplicações e softwares corporativos.

Conduzida em novembro de 2013, a pesquisa foi respondida por 100 profissionais práticos, gerentes e diretores do setor de TI de empresas brasileiras de pequeno, médio e grande porte, públicas e privadas.