Para peitar concorrência, Microsoft oferece armazenamento ilimitado no OneDrive

Por Redação | 28.10.2014 às 08:55 - atualizado em 28.10.2014 às 17:00
photo_camera Divulgação

Já faz um tempo que o segmento de serviços de armazenamento em nuvem se tornou um verdadeiro campo de batalhas, onde soluções como Dropbox, iCloud, Box e Google Drive disputam a preferência dos usuários oferecendo-lhes preços para lá de atrativos.

O problema é que a Microsoft chegou um pouco atrasada para a festa ao rebatizar o SkyDrive de OneDrive, mas está provocando bastante burburinho com as medidas que vem adotando. Primeiro a empresa anunciou que o serviço passaria a aceitar o envio de arquivos de até 10 GB e depois disse que ofereceria 30 GB adicionais gratuitos para todos os usuários. Como se não fosse suficiente, nesta segunda-feira (27) a companhia anunciou que derrubou todas as limitações do OneDrive para quem é assinante do Office 365.

Com a medida, não importa se você assina a versão Home, Personal, Business ou University da famosa suíte de aplicativos de escritório na nuvem, você terá o espaço que quiser para guardar seus arquivos no OneDrive. Numa publicação oficial, Redmond garantiu que as contas serão atualizadas em algumas semanas e logo todos os usuários poderão desfrutar da novidade. "Estamos animados com nossa jornada cujo objetivo é tornar o OneDrive líder no segmento de armazenamento na nuvem", disse o vice-presidente do OneDrive e SharePoint, Chris Jones.

O anúncio se trata não apenas de uma forma de agraciar os assinantes do pacote de softwares na nuvem, como também uma clara afronta aos principais concorrentes da norte-americana: Google e Dropbox. Além do atrativo de espaço ilimitado, a companhia também anunciou que, a partir de agora, os usuários poderão desfrutar de uma cópia do Office que funciona em qualquer dispositivo e sistema operacional e armazenamento ilimitado no OneDrive por apenas US$ 6,99 mensais.

Vale lembrar que Google e Dropbox cobram US$ 9,99 mensais por 1 TB de espaço de armazenamento na nuvem e, claro, não oferecem a vantagem do Office. Nem o Drive for Work, também oferecido pelo Google, porém para o público corporativo, parece se destacar ao oferecer espaço ilimitado por US$ 10 mensais.

Agora resta esperar para ver qual será a atitude tomada não só pelo Google e Dropbox, mas também por todos os demais players do segmento. Há algum tempo, o Dropbox reduziu o valor da assinatura mensal do serviço após Redmond anunciar que ofereceria 1 TB de armazenamento em conjunto com o Office 365. É quase certo, no entanto, que veremos farpas voando para um lado e para outro depois dessa nova atitude da Microsoft - o que, para nós, consumidores, é muito bom.

Veja também: Comparativo: os principais serviços de armazenamento na nuvem