Para manter mistério, Apple teria disfarçado Apple Watch de relógios da Samsung

Por Redação | 02.03.2015 às 12:15

Na segunda-feira da semana que vem (9) a Apple fará um evento especial em São Francisco, na Califórnia, onde deve revelar as especificações completas e data oficial de lançamento de seu smartwatch, o Apple Watch. Enquanto isso não acontece, sabe-se que a empresa tem testado o aparelho internamente há alguns meses e, para manter ainda mais o mistério sobre o dispositivo, teria disfarçado o gadget para fazer com que ele se parecesse com um aparelho da Samsung.

Como informa o New York Times, a gigante de Cupertino quer guardar até o último momento informações preciosas de como será e como irá funcionar o relógio inteligente, por isso o motivo de enganar possíveis olheiros interessados em descobrir os segredos do acessório antes da hora. Os protótipos, batizados de "Gizmos", teriam recebido um case especial para aparentar um produto fabricado pela concorrente sul-coreana.

Outro dado importante levantado pelo NYT é sobre a bateria do dispositivo. Não é novidade que todos os relógios inteligentes disponíveis no mercado não possuem uma autonomia significativa - e com o smartwatch da Maçã não será diferente. A própria companhia já confirmou que a bateria do aparelho terá duração de um dia inteiro, quando então precisará ser recarregada novamente à noite, como já acontece com quase todos os tablets e smartphones.

Pensando nesse problema que ainda está longe de ser solucionado, a empresa desenvolveu uma solução para ampliar esse tempo de duração no relógio. Trata-se de um recurso chamado "Power Reserve", um modo que fará com que o gadget funcione mesmo com pouca energia, mostrando apenas a hora e impedindo o acesso a outras funções. Tal funcionalidade também já estaria sendo testada por engenheiros internos da companhia até o anúncio do próximo dia 9 de março.

Ainda sobre a duração de bateria do Apple Watch, rumores dos últimos meses indicam que ela foi a grande responsável pelo atraso no lançamento do produto, que originalmente estaria agendado para o final de 2014. A empresa teria feito melhorias nesse componente, que, segundo boatos, aguentaria de 2,5 a 4 horas rodando aplicativos ativos e com a tela ligada, obrigando o usuário a recarregar o acessório diariamente. No modo stand-by, com a tela desligada, o aparelho deve aguentar de dois a três dias.

Com lançamento previsto para abril, o Apple Watch será vendido em três versões: Apple Watch, Apple Watch Sport (com visual mais esportivo) e Apple Watch Edition (versão com moldura de ouro de 18 quilates). O preço da versão mais barata será de US$ 349 nos Estados Unidos.

A Apple não detalhou os preços para os outros dois modelos, mas especula-se que a edição "de luxo" não sairá por menos de US$ 5.000 por conta da quantidade de ouro empregada na fabricação do aparelho.