Pais confiam em escolas para ensinar segurança online, mas faltam recursos

Por Redação | 02 de Julho de 2014 às 17h31
photo_camera Kean.edu

Uma pesquisa realizada pela AVG Technologies, especializada em segurança online, revelou que, para professores de diversos países do mundo, os pais dos alunos acreditam muito na capacidade das escolas de ensinar segurança online. A realidade, no entanto, pode não ser tão simples, como mostram dados publicados no Telegraph.

Segundo os dados coletados entre 1.800 pessoas, quase dois terços afirmaram não possuir treinamento formal para ensinar segurança na internet para os alunos. Em contrapartida, 85% desses entrevistados acreditam que o tema é importante e deve estar presente no currículo escolar dos estudantes.

Entre os professores da Austrália, Brasil, Canadá, Nova Zelândia e Reino Unido, dois quintos deles afirmaram que tinham sido abordados por alunos para questionar sobre segurança na internet, enquanto mais de 25% haviam relatado que os alunos em questão estavam preocupados com cyberbullying.

Em média 28% dos professores questionados que relataram dar aconselhamento sobre segurança online afirmaram que eram “insuficientemente equipados” ou “não equipados com tudo”, para resolver essas demandas.

A Austrália apareceu como a mais capacitada para lidar com questões relacionadas ao cyberbullying, onde cerca de 80% das escolas do país seguem diretrizes neste sentido.

Já no Reino Unido, 91% dos professores afirmam que a escola onde atuam oferece aulas de TI, em comparação com o nível mundial que é de 72%. No entanto, apenas 37% dos professores tinham treinamento formal em segurança online.

Tony Anscombe, da área de segurança da AVG, afirmou que os professores estão sendo obrigados a acompanhar esses avanços tecnológicos, mas que não recebem treinamento formal nessa área. Pra ele, as mudanças nos currículos das escolas são mais lentas que as da tecnologia e que é necessário garantir que essas crianças sejam protegidas das novas ameaças do mundo digital.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.