Ostentação: só o ouro presente no Apple Watch Edition deve custar US$ 850

Por Redação | 24.02.2015 às 11:55

Faltam aproximadamente dois meses para o lançamento oficial do Apple Watch, que chegará às lojas em algum momento do mês de abril. O preço do dispositivo também já foi revelado: a versão mais básica, feita em alumínio anodizado e com tela de vidro de íon reforçado custará US$ 350. O mistério de agora fica com os modelos mais caros, incluindo o Watch Edition, que é feito de ouro 18 quilates. Afinal, quanto o consumidor vai precisar desembolsar para adquirir uma unidade desta versão?

Por enquanto, a companhia não fez nenhum pronunciamento sobre o valor final do Watch Edition, nem quanto cada componente usado no acessório custa separadamente. Pensando nisso, Greg Koenig, cofundador do Luma Labs, fez algumas estimativas para calcular qual a quantidade de ouro necessária que deve ser utilizada na fabricação do relógio inteligente e, com base nessa produção, estipular o preço de mercado do gadget. Saiu no TechnoBuffalo.

Para definir o valor, Koenig levou em consideração o maior modelo do smarwatch, de 42 mm, e descartou algumas peças como o botão, os fechos da pulseira e outras partes que podem não ser feitas de ouro. A conclusão de Koenig é que cada unidade do produto deve usar 29,16 gramas de ouro 18 k, o que nos faz chegar a um valor aproximado de US$ 850 - já contando com a cotação atual do ouro e sua impureza de 25%, uma vez que o ouro 18 quilates possui 75% de pureza. Lembrando que isso tudo é apenas uma estimativa e não deve influenciar no preço real do dispositivo.

Juntando esse valor aos outros componentes que serão equipados no relógio, como o software, o hardware e até mesmo a embalagem de luxo do acessório, Koenig sugere que o Apple Watch Edition custe, no mínimo, US$ 5 mil. Para efeito de comparação, o Rolex Sub, que tem em sua composição US$ 4 mil em ouro, é vendido por US$ 38 mil. Outro exemplo é um pingente da Tiffany & Co que tem apenas US$ 175 em ouro e é vendido por US$ 1.450.

Se US$ 5 mil já parece caro demais até para a Apple, há quem chute mais alto. Apesar de concordar com o palpite de Koenig, Stephen Foskett, do Grail Watch, acredita que o gadget em sua versão Watch Edition será vendido por pelo menos US$ 10 mil. De acordo com Foskett, pela quantidade de ouro que deve ser empregada no aparelho (US$ 850), é quase impossível encontrar um relógio de luxo feito em ouro 18 quilates que custe menos do que US$ 10 mil. Até os relógios femininos, que são menores que os masculinos, possuem preços acima desse valor.

Independentemente do preço, fato é que adquirir um Apple Watch Edition custará caro. O jeito é esperar até o lançamento oficial.