Organização quer apps com opção de acessibilidade para cegos no iPhone

Por Redação | 11.07.2014 às 14:17 - atualizado em 11.07.2014 às 15:16
photo_camera Divulgação

A Federação Nacional dos Cegos (NFB, na sigla em inglês), uma entidade atuante nos Estados Unidos, está fazendo os planejamentos para uma campanha que vai pedir a presença de opções de acessibilidade para todos os aplicativos móveis. A ideia é começar pela Apple, solicitando que a empresa exija a presença de funções voltadas para portadores de deficiência visual como um requisito indispensável para a publicação de softwares na App Store.

Hoje, funções de acessibilidade bastante elogiadas já estão disponíveis no iOS em suas configurações de sistema. Tais opções, porém, não são transportadas para aplicativos e muitos desenvolvedores não se preocupam com essa fatia de público, que assim como todo o restante, também está conectada e bastante presente no segmento mobile.

A associação cita o LinkedIn como um grande exemplo de aplicação de grande necessidade, mas que não possui funções para facilitar o acesso pelos deficientes visuais. Em declarações à Reuters, o representante da organização, Jonathan Lyens, critica a ausência de títulos nos botões e na confusão geral de utilização para quem não possui a visão.

Segundo ele, esse tipo de problema se estende a praticamente todo tipo de solução, e Lyens disse temer a cada vez que pressiona o botão de atualizar um aplicativo, já que novas funções podem ser adicionadas e não necessariamente contam com o suporte apropriado. Daí veio a ideia de exigir isso como algo essencial.

Essa não é a primeira vez que a Apple fica na mira da NFB. Em 2008, a associação processou a empresa pela ausência de opções de acessibilidade no iTunes, uma questão que foi resolvida com o pagamento de US$ 250 mil e a inclusão de opções como legendas e botões mais claros no aplicativo. A ideia é que, desta vez, as coisas sejam resolvidas na conversa, mas a organização não descarta a possibilidade de uma nova ação legal.