Oracle volta a crescer, mesmo que de forma tímida

Por Redação | 19 de Dezembro de 2013 às 13h45

A Oracle anunciou um resultado um pouco acima do esperado pelos analistas, registrando um crescimento de 2% na receita líquida no segundo trimestre do atual ano fiscal. Entre setembro e novembro de 2013, a empresa registrou US$ 9,27 bilhões nesse quesito, um aumento em relação ao registrado no ano passado e responsável por quebrar uma sequência de trimestres em baixa.

O lucro, porém, apresentou sensível queda, de 1%. No período, o crescimento de despesas em relação ao que foi faturado pela empresa resultou em ganhos de US$ 2,55 bilhões. Em comparação, o mesmo trimestre de 2012 resultou em um total de US$ 2,58 bilhões. O aumento nos gastos foi de 4%.

A Oracle apresentou estabilidade no segmento de licenças e assinaturas de serviços em nuvem, captando US$ 2,38 bilhões no setor. Na mesma situação está o setor de hardware, que não apresentou aumento e registrou US$ 1,32 bilhão. Já as atualizações apresentaram alta de 6% em relação ao registrado em 2012, gerando US$ 4,52 bilhões para a companhia, enquanto os serviços caíram 6%, para US$ 3,41 bilhões.

Mesmo com os resultados balanceados, as ações da Oracle subiram 0,75% no fechamento do pregão na Bolsa de Nova York. Nesta quinta (19), os papeis da empresa fecharam valendo US$ 34,72 cada.

Inscreva-se em nosso canal do YouTube!

Análises, dicas, cobertura de eventos e muito mais. Todo dia tem vídeo novo para você.