Oracle junta-se a consórcio de empresas para melhorar performance do Java

Por Redação | 15.11.2013 às 14:25

Segundo o PC World, a Oracle tornou-se membro do consórcio de indústrias chamado HSA Foundation (Heterogeneous System Architecture Foundation, Fundação para Arquitetura Heterogênea de Sistemas), que desenvolve padrões open-source para facilitar o acesso dos programadores a recursos para uma melhor utilização das GPUs (Processadores Gráficos), como o uso conjunto do poder do processador e da GPU, além de Arranjo de Portas Programável em Campo FPGA (Field Programmable Gate Array) e processadores de sinais digitais para uma melhor performance. E ela quer levar esses recursos ao Java.

A HSA é uma organização sem fins lucrativos fundada pela AMD, Qualcomm, ARM Holdings, dentre outras empresas do ramo. A AMD já colabora com a Oracle em um projeto do OpenJDK (Java Development Kit) chamado Projeto Sumatra, que trará aceleração paralela para as JVMs com o Java 8, que será lançado em março de 2014. O Sumatra tornará possível o processamento diretamente nas CPUs e GPUs, mas precisará de camadas extras de software para essa execução paralela. Mas com as especificações da HSA, esse suporte será nativo, ou seja, não serão necessárias essas camadas extras de software, trazendo um ganho imenso de performance.

O suporte nativo às especificações é esperado para o Java 9 em 2015, e a Oracle está trabalhando com a HSA Foundation para reduzir os invólucros de software necessários para a utilização dos recursos das GPUs em aplicações Java.

A HSA lançou algumas especificações relativas à reunião de recursos de memória que diminuem a sobrecarga necessária para o despacho dos trabalhos para execução de hardware.

Além da Oracle, outras empresas tornaram-se membros, como a Huawei, Linaro e os laboratórios Lawrence Livermore e Oak Ridge (do governo americano). A Intel e a Nvidia não são membros da Fundação pois possuem suas próprias ferramentas de execução paralela.