Oracle: Terceiro trimestre do ano fiscal de 2015 mostra crescimento em cloud

Por Redação | 18 de Março de 2015 às 15h30

O terceiro trimestre do ano fiscal de 2015 da Oracle foi encerrado no dia 28 de fevereiro e os resultados mostram uma queda em seu lucro líquido, além de estabilidade da receita e crescimento dos serviços de computação em nuvem.

A empresa ficou com lucro líquido de US$ 2,49 bilhões, sendo uma queda de 3% em comparação com o mesmo período do ano passado, que contou com lucro de US$ 2,56 bilhões. A receita do trimestre foi de US$ 9,3 bilhões, igual ao mesmo período de 2014.

Da receita total da multinacional, US$ 4,6 bilhões foram arrecadados com atualizações e suporte de software, com crescimento de 2%, e US$ 1,98 bilhão com novas licenças e assinaturas de software, um recuo de 7% em relação ao ano fiscal anterior.

Na área de hardware, mais um declínio: queda de 2% para faturamento de US$ 1,29 bilhão, sendo que US$ 712 milhões são de produtos e US$ 587 milhões de suporte. A queda também afetou a divisão de serviços, que caiu 3%, totalizando uma receita de US$ 858 milhões.

Apesar das quedas, a divisão de serviços de nuvem cresceu 29%, obtendo um faturamento de US$ 527 milhões. Com o resultado positivo, o ex-CEO e fundador da empresa, Larry Ellison, disse que em outubro de 2014, durante o evento Oracle Open World, a companhia estava posicionada como um player em nuvem.

Segundo o Financial Times, Ellison disse em uma reunião com acionistas da empresa que os negócios em nuvem estão crescendo mais rápido do que ele esperava e ainda afirmou que a Oracle deve desbancar a sua concorrente, Salesforce, até o final de 2015.

Mesmo com o reposicionamento da companhia no cloud computing, houve impactos negativos no balanço, como um aumento de 87% em despesas operacionais. Para a co-CEO da Oracle, Safra Catz, as contas refletem o investimento em uma base para o enorme crescimento previsto. Ela também diz que a empresa está crescendo mais rápido do que a Salesforce.

Canaltech no Facebook

Mais de 370K likes. Curta nossa página você!